Tayuya

Taiuiá o nome é de origem guarani, mais a etimologia ainda não decifrada. Também é chamada de Melancia de Pacu ou pepino de peixe. Frutas do mato

Natural do Brasil, encontrada em abundância na Amazônia e muito popular por suas propriedades curativas em toda a América do Sul, a planta tayuya também é chamada de caiapó, abobrinha-do-mato e ana-pinta. Trata-se de uma trepadeira que atinge até dois metros de altura e conta com um tronco de cerca de 20 cm. Fortíssima

Planta trepadora, rizomatosa, perene, com parte aérea de ciclo anual que seca no inverno e rebrota no inicio do verão.

Frutifica de fevereiro a março. Os frutos tem sabor de pepino e são levemente amargos e picantes, podendo ser usado com sucesso como condimento, temperos e em conservas. A raiz do tipo batata é medicinal e muito eficaz para debelar furúnculos.

No Brasil existem 47 espécies de Taiuiás, algumas produzem frutos doces e comestíveis.

A planta se divide em cinco espécies diferentes, que produzem flores e frutos em formato de vagem. Estudos feitos na década de 90 comprovaram sua ação medicinal.

A tayuya ajuda no tratamento de doenças respiratórias como asma, tosse, bronquite, coqueluche e enfisema. Isso acontece porque a ingestão da planta favorece uma respiração profunda e forte, estimula a retirada do muco e alivia crises de falta de ar. Ana Lígia – benefícios das plantas

A sua raiz contém propriedades que servem como desintoxicante, analgésico, fortificante, combate a anemia, diarreia, desobstruente do fígado e do baço, alivia febres e é um laxante natural.

As folhas da planta podem ser usadas externamente no combate a problemas dermatológicos como acnes, manchas no rosto, furúnculos e feridas.

A tayuya ainda é antidiarreica, febrífuga, calmante, purgativa, emética, emanogoga e desobstruente de fígado e baço. Sua ação pode ser usada contra reumatismo, eczema, artritismo, úlcera, dermatoses, dispepsias, erisipelas, leucorreia, sífilis, acnes e outras feridas e manchas no rosto.

Dores nas juntas, febre, nervo ciático, dilatação no estômago, furúnculos e gonorreia são outras doenças e sintomas que podem ser tratados com a planta.

Indicado para tratar situações esporádicas de diarreia, a planta possui o efeito contrário nas pessoas que possuem histórico de evacuação frequente.

O chá preparado a partir da tayuya é rico em flavonoides, compostos bioativos com propriedades antioxidantes que combatem o envelhecimento celular da pele. Sua raiz verde contém propriedades depurativas, deixando o organismo livre das toxinas, transformando-as em algo mais saudável; e sua raiz seca possui agentes antianêmicos, anti-hidrópicos, antinevrálgicos, antirreumáticos, antissifilíticos, analgésicos, cicatrizantes, emolientes e fortificantes.

Chá de tayuya

Ingredientes

  • 2 colheres (de sopa) de tayuya;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Adicione as duas colheres da planta dentro de um recipiente com a água e leve ao forno. Quando a ebulição começar a acontecer, deixe o chá cozinhar por mais ou menos 4 minutos. Após esse tempo, retire a bebida do fogo e deixa-a repousando em um recipiente que será tampado por cerca de 10 minutos. Coe e consuma. O ideal é a ingestão de até 3 xícaras do chá de tayuya por dia.

Outras maneiras de utilizar a tayuya

Não é só a folha da planta que traz benefícios, a raiz da tayuta também é riquíssima em nutrientes. Para usufruir dessas propriedades, triture o material e deixe-o na água fria. Faça dessa mistura uma papa e coloque-a por cima da região afetada.

Ultrapassar a dose recomendada é muito perigoso, uma vez que um dos compostos químicos da erva, a cucurbitacina, é altamente tóxica.

O ideal é sempre consultar um especialista antes que começar qualquer tipo de tratamento, mesmo aqueles que apresentam somente ingredientes naturais.

Tayuyaze-se: 5 jeitos naturais de aumentar a imunidade e combater resfriados, Brownie cetogênico, Abacaxi (Ananas comosus), Farmácia nunca mais, O colírio de Bald, poção de bruxa!, Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins

Orvalho que vem do mar

Alecrim,
O caso de amor secreto!

Alecrim,
O caso de dor nunca descoberto.

Alecrim,
A esperança em forma de dança.

Alecrim,
As folhas em brilho de estrelas.

Alecrim,
O banho que não enlouquece; aquece.

Alecrim,
O chá que aconchega e te deixa esperta.

Alecrim,
Amante das manhãs douradas.

Alecrim,
Flores para a madrugada.

Rosmarinus officinalis, é seu nome científico, vem do latim, e significa “orvalho que vem do mar”, essa denominação foi dada pelos romanos devido ao aroma da planta, que vegetava em regiões litorâneas. Tem flor

Alecrim é conhecido como erva da alegria, pois, os óleos essenciais favorecem a produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem estar, estimulando a memória e protegendo os caminhos neurais de substâncias nocivas, o que contribui para a função cognitiva, é uma das ervas mais completas em termos de benefícios à saúde, o que desperta o avanço científico em torno da planta.

Art.TemFlor.Alecrim.png

Benefícios

• Combate à tosse, gripe e asma

• Combate a ansiedade (stress)

• Ação relaxante

• Ação anti-inflamatório

• Auxilia o tratamento de dores reumáticas e contusões

• Equilibra a pressão arterial

• Diurético e ajuda a digestão

• Tratamento de hemorroidas

• Reduz o mau hálito

• Tratamento para o couro cabeludo

• Auxilia a menstruação

 Contraindicação

• Em caso de gravidez ou suspeita de gravidez este chá deve ser evitado.

• Apesar de todos esses benefícios, crianças menores de 12 anos não devem tomar o chá de alecrim, sem indicação médica.

• O excesso pode ser tóxico.

É necessário ter atenção com a quantidade de chá ingerido. O excesso pode promover vômitos, náuseas e espasmos, além de contrações uterinas, tornando-o perigoso para uso durante a gravidez.

Preparo do Chá

Ferva a água, adicione aproximadamente uma (01) colher de sopa de alecrim (preferencialmente fresco), a uma xícara de água quente e deixe descansar por 10 minutos.

Coe e beba em seguida, faça uso no máximo de 2 xícaras ao dia, mas, o ideal é procurar um profissional adequado.

Preparo do Banho

Coloque a água para ferver, e após levantar fervura, coloque três punhados grandes de alecrim, ou um ramo inteiro. Desligue o fogo e abafa. Deixe que a mistura descanse por alguns minutos. Coe.

Tome seu banho de higiene normalmente, de forma relaxada, e depois do banho convencional, despeje o banho do pescoço para baixo.

Caso, o uso seja para tratamento capilar, faça-o após a lavagem duas ou três vezes na semana. Deixe escorrer e secar naturalmente, é indicado deixar o corpo secar naturalmente, secar apenas as partes íntimas.

Lembre-se de consultar um médico para evitar qualquer problema ao iniciar o tratamento, inclusive com remédios naturais!

Alecrinze-se: ALECRIM, O Mundo Vegetal e as constelações, Água aromatizada, Tintura anti-inflamatória e outras misturas, Artrose – remédios caseiros, DENTE DE LEÃO, Propriedades curativas do limão, Cabelos natuloridos, Manjericão

Graviola

cha-das-folhas-de-graviola

Um chá cheio de benefícios é o feito das folhas de graviola, fruto originario das Antilhas, presente no solo norte/nordestino do Brasil e em outros países tropicais, chamado de jaca do Pará é uma fruta deliciosa e refrescante, rica em vitaminas e fibras que fazem bem ao organismo. NAYLA GEORGIA

O chá das folhas de graviola combatem células cancerígenas, testes em animais puderam comprovar que o princípio ativo acepitamina é anticancerígeno, porém não pôde ser sintetizado pelos laboratórios.

graviola-acetogenina-cancer

Veja também: Comer faz bem, Eu sou Guarani Kaiowá, Adoro essa parte da anatomia femimina., Sintomas Câncer de Mama, Legalize Já, Doenças degenerativas, Dia Mundial do Meio Ambiente., O Amaranto Inca Kiwicha invade plantações de soja transgênica da Monsanto nos Estados Unidos, Curupira, Remédio caseiro para controle de pulgas, Algumas frases desses dias.