Antigo biótico

Erik Behencksocientifica
Receita do remédio medieval chamado Sanguessuga de Bald. (Biblioteca Britânica / Domínio Público)

Antize-se: O colírio de Bald, poção de bruxa!, Farmácia nunca mais, INTRODUÇÃO A FERMENTAÇÃO SELVAGEM, Aroeira-vermelha, 19 ervas medicinais, Supersolo, Domínio Público

O colírio de Bald, poção de bruxa!

A fórmula do colírio de Bald (Balds eyesalve), continda em um antigo livro médico anglo-saxão. Uma fórmula de mil anos de idade para o tratamento infecções nos olhos talvez leve os cientistas a um novo caminho para lutar contra a resistência aos antibióticos, foi encontrada por Harrison na Biblioteca Britânica, em um dos primeiros textos médicos conhecidos em inglês antigo: o “Bald’s Leechbook”. Sputnik

livro medico anglo saxao antigo

A poção parece mesmo bruxaria: cebola, vinho, alho e bile bovina. E um artigo científico publicado na revista Nature Scientific Reports mostrou que a fórmula para o “colírio para os olhos de Bald”, conseguiu matar inúmeras bactérias, até mesmo algumas que eram resistentes a antibióticos, reportou o Gizmodo.

Researchers at the University of Warwick, Dr Freya Harrison, Jessica Furner-Pardoe, and Dr Blessing Anonye, have looked at natural remedies for the gap in the antibiotic market, and in the paper, Anti-biofilm efficacy of a medieval treatment for bacterial infection requires the combination of multiple ingredients’published in the journal Scientific Reportstoday the 28 July, researchers say medieval methods using natural antimicrobials from every day ingredients could help find new answers.

“Descobrimos que a potente atividade … do colírio ocular de Bald não pode ser atribuída a um único ingrediente e requer a combinação de todos os ingredientes para atingir a atividade total”, escreveram os pesquisadores.

Caption: The Balds Eyesalve mixture in the lab.  Credit: University of Warwick

O artigo de Freya Harrison e colaboradores, da Universidade de Warwick, mostra um método subestimado para alcançar novos bactericidas. Hoje inúmeros antibióticos não funcionam contra certas cepas de bactérias que evoluíram resistência aos medicamentos. Livros médicos medievais podem ser uma fonte incomum de novo medicamentos.

Building on previous research done by the University of Nottingham on using medieval remedies to treat MRSA, the researchers from the School of Life Sciences at University of Warwick reconstructed a 1,000-year-old medieval remedy containing onion, garlic, wine, and bile salts, which is known as ‘Bald’s eyesalve’, and showed it to have promising antibacterial activity. The team also showed that the mixture caused low levels of damage to human cells.

They found the Bald’s eyesalve remedy was effective against a range of Gram-negative and Gram-positive wound pathogens in planktonic culture. This activity is maintained against the following pathogens grown as biofilms:

1. Acinetobacter baumanii- commonly associated with infected wounds in combat troops returning from conflict zones.

2. Stenotrophomonas maltophilia- commonly associated with respiratory infections in humans

3. Staphylococcus aureus- a common cause of skin infections including abscesses, respiratory infections such as sinusitis, and food poisoning.

4. Staphylococcus epidermidis- a common cause of infections involving indwelling foreign devices such as a catheter, surgical wound infections, and bacteremia in immunocompromised patients.

5. Streptococcus pyogenes – causes numerous infections in humans including pharyngitis, tonsillitis, scarlet fever, cellulitis, rheumatic fever and post-streptococcal glomerulonephritis.

O colírio medieval inibiu as bactérias de maneira promissora, de acordo com o artigo, sem prejudicar as células humanas ou de camundongos o que mostra seu potencial como tratamento contra infecções.

All of these bacteria can be found in the biofilms that infect diabetic foot ulcers and which can be resistant to antibiotic treatment. These debilitating infections can lead to amputation to avoid the risk of the bacteria spreading to the blood to cause lethal bacteremia.

“Acreditamos que a descoberta futura de antibióticos a partir de produtos naturais poderia ser aprimorada através do estudo de combinações de ingredientes, em vez de plantas ou compostos isolados. Nesta primeira instância, achamos que essa combinação poderia sugerir novos tratamentos para feridas infectadas, como úlceras diabéticas nos pés e pernas.” Marcelo Ribeiro – Hypescience

In previous research Christina Lee, from the School of English at the University of Nottingham, had examined the Bald’s Leechbook, an Old English leatherbound volume in the British Library, to see if it really works as an antibacterial remedy. The Leechbook is widely thought of as one of the earliest known medical textbooks and contains Anglo-Saxon medical advice and recipes for medicines, salves and treatments.

Baldze-se: Cura diabetes?, Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins, 19 ervas medicinais, Refrigerante, cerveja e a glicose, Gastronomia Funcional, Couve amigo, Saúde no pé, 20 ALIMENTOS FAZEM VOCÊ MAIS JOVEM!, Aplicativos para fazer chamada de vídeo, Jesus, O estranho!

Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins

A função primária e mais conhecida dos rins é a de filtrar o sangue e excretar resíduos líquidos, eles ajudam a controlar sua pressão sanguínea, isso significa que os rins são capazes de elevar ou diminuir a pressão sanguínea através de um hormônio chamado renina, que contrai os vasos sanguíneos. Health & Human Research

Existem algumas maneiras de aliviar a sobrecarga dos rins para que eles funcionem melhor, como comer bastante comida saudável e ficar bem hidratado é muito importante, há certas ervas que os rins adoram, e por atuarem no sistema de filtração, requerem bastante água para secretar a urina, que é o principal produto residual do organismo.

A ingestão diária recomendada de líquidos é de aproximadamente 3,7 litros e 2,7 litros por dia para homens e mulheres, respectivamente, segundo o Medicine Institute.

Compartilhe Mais Conteúdo no LinkedIn usando Buffer

Compartilhe, você ajuda a si e a todos nós, o melhor ganha-ganha.

1. Alho

Alho tem um efeito protetor sobre seus rins e outros órgãos, seu consumo regular diminui  a concentração de chumbo e cádmio nos rins, coração, fígado, baço e corrente sanguínea. O alho também tem propriedades diuréticas que ajudam a eliminar o excesso de sódio do seu corpo.

A alicina, o ingrediente ativo do alho, tem propriedades anti-inflamatórias, antifúngicas e antibacterianas. Isso significa que pode ajudar muito os seus rins na limpeza e filtragem do sangue de invasores perigosos.

2. Açafrão

Os fãs da culinária asiática estão bem familiarizados com o açafrão, que é a erva que dá ao curry seu sabor e cor característicos. O ingrediente ativo no açafrão é a curcumina, a qual é conhecida por reduzir o efeito das moléculas inflamatórias e enzimas que desencadeiam doença renal crônica. Na verdade, a curcumina retarda o crescimento e disseminação de todos os tipos de micróbios, aliviando o trabalho de seus rins.

Atenção, pessoas com doença renal devem ter cuidado e limitar a ingestão de açafrão. O açafrão contém uma quantidade razoavelmente grande de potássio, que normalmente trabalha junto com o sódio para regular os níveis de líquido no corpo. Doença renal dificulta a manutenção do equilíbrio de potássio pelos rins.

3. Gengibre

Usado há muito tempo na medicina holística, o gengibre contém um composto chamado gengirol, o qual é conhecido por inibir a disseminação de bactérias. Isto pode ser útil para rins e fígado que estão exaustos. O gengirol também é uma forma eficaz de manter uma digestão saudável, e reduz a inflamação e dor em todo o corpo.

Glicemia (nível de açúcar no sangue) alta crônica tem um efeito prejudicial sobre os rins, e alguns estudos sugerem que gengibre em pó pode ajudar no controle da glicemia. Por este motivo, considera-se que o consumo regular de gengibre reduz a incidência de complicação renal em pessoas com diabetes. Em pessoas saudáveis, o gengibre pode prevenir o desenvolvimento de diabetes.

4. Arando

Arando é uma fruta incrível para se adicionar em qualquer dieta, mesmo uma dieta renal pobre em potássio. Ela é recomendada para pessoas com infecções urinárias, pois o arando contém um tipo de fitonutriente chamado proantocianidina tipo A, que impede a aderência das bactérias no revestimento do seu trato urinário e rins.

Pessoas com doença renal têm uma maior incidência de infecções do trato urinário, e o arando é uma adição útil na dieta diária, pois é uma fruta pobre em sódio, fósforo e, é claro, potássio.

5. Uvas

As uvas contêm um composto chamado resveratrol. E um estudo com animais, os pesquisadores descobriram que o tratamento com resveratrol foi capaz de diminuir a inflamação renal policística.

limpeza de rins

6. Suco de limão, laranja e melão

Os sucos de limão, laranja e melão contêm ácido cítrico, substância que ajuda a prevenir a formação de cálculos renais, pois liga-se ao cálcio da urina. Isso inibe o crescimento de cristais de cálcio, o que pode levar a cálculos renais.

7. Pepino

Pepino é um vegetal composto de 97% de água. Quando feito em suco ou comido cru, pepinos são excelentes fontes de nutrientes valiosos como vitamina A, vitamina C, luteína, beta caroteno, cálcio, magnésio, proteína, fósforo e cálcio. O chá de pepino é também uma fonte deses nutrientes. Conhecido por suas propriedades diuréticas e laxantes, o pepino é altamente recomendado para pessoas que sofrem de problemas renais,  ele ajuda a eliminar toxinas nocivas nos rins, além de dissolver as pedras nos rins e bexiga.

8. Raiz de dente-de-leão

Dentes-de-leão podem te enlouquecer quando tomam conta do seu jardim, mas essas “ervas daninhas” na verdade têm um monte  de benefícios. A raiz do dente-de-leão é um diurético que pode ajudar a limpar seus rins e fígado e tem sido usada para tratar icterícia, acne e anemia, bem como distúrbios renais e hepáticos. A raiz do dente-de-leão também é ótima para prevenir irritação no trato urinário.

Para consumir a raiz do dente-de-leão, a maioria das pessoas faz um chá com as raízes esmagadas. Ferva as raízes na água em fogo brando por cerca de 15 minutos, coe e beba. Você também pode comer as folhas do dente-de-leão, cruas ou cozidas. Visto que dentes-de-leão crescem por toda a parte e muito rápido, durante os meses de verão você pode obtê-los totalmente de graça, no seu jardim.

9. Mirtilo ou cranberry

Inicialmente pensado apenas para ser benéfico para o tratamento de infecções do trato urinário, estudos científicos recentes revelaram que cranberries ou mirtilos também podem contribuir para prevenir a formação de pedras nos rins. A pesquisa mostra que os cranberries são fontes boas do ácido quínico, uma substância que o corpo não consegue dissolver. Esta substância ajuda a tornar a urina mais ácida, impedindo assim que os íons fosfato e cálcio formem cálculos renais. Tanto o chá quanto o suco de cranberry podem ter benefícios para os rins.

10. Salsinha

Não esqueça da decoração! Pode parecer inútil dar um retoque final em uma refeição com um pouco de salsinha, mas aquele pouco na verdade ajuda a reduzir o acúmulo de toxinas em seus rins. Salsinha contém compostos chamados apiol e miristicina, que são diuréticos naturais. Você também pode usar salsinha para ajudar com infecções do trato urinário e pedras nos rins.

No entanto, salsinha não é recomendada para pessoas com diabetes, pois pode reduzir o nível de açúcar no sangue. Junto com o remédio receitado pelo médico, a salsinha poderia diminuir muito o açúcar no sangue. Salsinha também pode piorar uma doença renal existente, sempre é melhor conversar com seu médico, caso esteja considerando começar uma dieta contendo salsinha, por muitos séculos, o chá de salsa tem sido usado como um diurético que ajuda a tratar pedras nos rins, pedras na vesícula biliar, infecções da bexiga e do trato urinário. eCycle

11. Algas marinhas

Um experimento realizado em animais mostrou que ratos alimentados com algas marinhas por um período de 22 dias apresentaram uma redução no dano renal e hepático causado pela diabetes. Os resultados não provam que os mesmos efeitos acontecem em humanos, mas são indicativos de que isso é possível.

12. Raiz de aipo

Raiz de aipo tem potássio e sódio, fornecendo aos rins o que eles precisam para trabalharem, contém muita água e aumenta o débito urinário, permitindo a eliminação de toxinas residuais pelo seu corpo. Comer raiz de aipo supostamente previne infecções bacterianas dos rins e trato urinário. Alguns estudos indicam que o aipo também pode encolher cistos nos órgãos reprodutivos.

Aipo tem um nível relativamente baixo de potássio, com um talo grande contendo apenas 4% de Ingestão Diária Recomendada (IDR), porém procure orientação medica sobre como adicionar aipo na sua dieta diária se você tiver alguma doença renal.

13. Chá de sambong (Blumea balsamifera)

O sambong é um arbusto de clima tropical, comum em países como as Filipinas e a Índia. Em um estudo, os pesquisadores descobriram que o extrato de Blumea balsamifera diminui os cristais de oxalato de cálcio, isso demostra seu potencial para impedir a formação de pedras nos rins.

14. Chá de hortênsia (Hydrangea paniculata)

A hortênsia é um lindo arbusto florido, bem conhecido por suas flores nas cores rosa, azul e branco. Um estudo descobriu que a ingestão de extrato de hydrangea paniculada por três dias protege os rins contra danos oxidativos.

Tratamento natural de pedras nos rins

15. Chá verde

O chá tem demonstrado possuir propriedades anti-inflamatórias, adstringentes e diuréticas. Ele também contém compostos chamados polifenóis, os quais são conhecidos por inibir pedras nos rins e até mesmo prevenir certos tipos de câncer. Como estudos vem mostrando, os polifenóis têm efeitos benéficos sobre o estresse oxidativo associado à doenças renais.  Saúde Melhor

16. Chás de capim cidreira

Rico em polissacarídeos, óleos voláteis, mucilagens e outros nutrientes, o capim cidreira tem sido tradicionalmente usado para aumentar a produção de urina e tratar infecções do trato urinário, tais como a cistite e uretrite. Tem propriedades diurética e antibacteriana, também sendo usado para dissolver parcialmente pedras nos rins. Pesquisadores descobriram que quando combinados com citrato de potássio, o extrato seco do capim cidreira reduziu significativamente o número total e tamanho de pedras urinárias no grupo tratado.

17. Resedá gigante ou banaba

Uma planta ornamental nativa da Austrália, Índia e países tropicais no sudeste da Ásia, o banaba ou resedá gigante tem sido usado desde os tempos antigos como um diurético natural e como um remédio para problemas dos rins e da bexiga. Embora muitas pesquisas estejam focadas nos altos níveis de ácido corossólico da erva e como isso pode melhorar os níveis de açúcar no sangue entre os diabéticos tipo II, as folhas de banaba também tem sido usadas para aliviar infecções do trato urinário. Evidências também sugerem que a ingestão regular da folha de chá do banaba pode aliviar o desconforto associado com pedras nos rins e ajudar a prevenir pedras da vesícula biliar.

18. Java

Chá de java tem propriedades diuréticas e aumenta a capacidade do rim para eliminar certos compostos que contribuem para o mal funcionamento dos rins. Alguns especialistas acreditam que o chá java é um tratamento eficaz contra pedras nos rins, infecções renais e para promover funções renais devido aos flavonoides, glicosídeos, óleos e potássio que contém.

19. Rehmannia

Rehmannia é uma erva usada na medicina tradicional chinesa desde os tempos antigos. As raízes cozidas da rehmannia tem sido amplamente utilizadas para combater várias doenças renais. Estudos revelaram que esta erva tem efeitos protetores sobre a insuficiência renal progressiva. Fitoesteroides, antioxidantes, juntamente com certas substâncias da planta são conhecidos por seus efeitos sobre os rins.

20. Cebola

As pesquisas mostram que as cebolas podem ser úteis na eliminação da dor associada com cálculos renais. A ingestão regular de suco de cebola pode ser útil para fazer pedras nos rins serem eliminadas dentro de pelo menos 24 horas.

Não saia consumindo tais ervas sem antes conversar com seu médico: automedicação é sempre perigosa, mesmo que seja natural.

Rinze-se: A primeira palavra19 ervas medicinaisDoenças que podem ser tratadas com Canábis MedicinalDENTE DE LEÃOALECRIMPropriedades curativas do limãoArroz Basmati com Gengibre, Lentilhas e Cebola CaramelizadaRESERVE IceHortas e temperosDRINK SEM ÁLCOOL

Receitas rápidas de verão

“qualquer um pode cozinhar” – Wikipédia, a enciclopédia livre.

O clima mais quente pede a necessidade de se alimentar de forma mais leve e balanceada para não correr o risco de ter complicações na saúde, como indisposição, sensação de peso ou até congestão. A aposta agora deve ser em pratos mais refrescantes e leves, como saladas e peixes grelhados, como estas receitas práticas e fáceis de fazer.

Salada de macarrão

Você pode cozinhar o macarrão e misturar milho, tomate, azeitona, presunto e queijo picadinhos, temperar com maionese e pronto – sirva frio e a qualquer hora! Você ainda pode usar frango, atum, outros legumes e tipos de macarrão (penne e parafuso, inclusive integral) são milhares de opções que você pode tentar, dependendo do seu gosto e do que tiver disponível na geladeira! Pitacos e Achados

Tabule

A salada de origem libanesa pode ser consumida fria é feita com trigo para quibe ao invés das tradicionais folhas verdes. O preparo é bem fácil e os ingredientes, simples: tomates e pepinos picadinhos, hortelã, salsinha e cebola. A parte mais demorada é deixar o trigo de molho, mas depois basta misturar todos os ingredientes e temperar com limão, azeite, noz moscada, sal e pimenta. Daí é só se deliciar!

Salada de grãos

A salada feita com grão de bico, para a receita deixar de molho e cozinhar o grão de bico na pressão. Depois misture com tomates, pimentão verde e cenoura picados, presunto cortado em cubinhos e tempere com páprica doce, azeite, sal e um pouquinho de molho de soja.

Ratatouille

O prato francês pode parecer algo fino e elaborado, mas de complicado o ratatouille só tem o nome, nutritivo e leve, cuja base é de legumes: berinjela, abobrinha, tomate, pimentão verde, cebola e alho. Prepare os legumes cortando-os em cubos ou rodelas/tiras e depois deixe a abobrinha e a berinjela de molho em água com sal. Refogue o alho, a cebola, os tomates e tempere com alecrim, manjericão, tomilho e pimenta do reino. Depois você pode prosseguir de duas formas, se estiver com muita pressa, coloque tudo na panela para cozinhar, se não, pegue um refratário e monte camadas intercaladas de legumes, começando com o refogado de tomates, depois a abobrinha, a berinjela e os pimentões, repetindo a ordem e levando ao forno para assar, pode ser servida tanto quente como fria.

Pudim de gelatina colorida – Bistro da Praça

Pudim de gelatina

Uma opção leve, deliciosa e com cara de verão é o pudim de gelatina, são só 2 ingredientes! Para dar uma incrementada na tradicional gelatina, escolha o sabor de sua preferência e hidrate o pó em ½ xícara de chá de água quente, depois é só misturar com uma lata de creme de leite, dividir em potinhos, decorar com frutas e levar para gelar! Se quiser uma versão mais light, utilize iogurte desnatado no lugar do creme de leite e bata no liquidificador.

Observe mais: MOUSSE DE VINHOYES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDESANDUÍCHES SEM PÃOLUMINESCE™COMO PLANEJAR UMA FESTARESERVE™COMIDA COLORIDA, NAARA BEAUTY DRINK!!!SANDUÍCHES SEM PÃOVOCÊ APRENDEU ERRADO NA ESCOLA, INSTANTLY AGELESS ™APPS QUE CUIDAM DO SEU PETMEDICINA TRADICIONAL YANOMAMI ON-LINEVIDACELL®FESTIVAL DE SOPAS CEAGESPARROZ BASMATI COM MILHO (VEGANA)GRAFITE SÃO ARTES PÚBLICAS

Arroz Basmati com Gengibre, Lentilhas e Cebola Caramelizada

arroz-basmati-com-gengibre-lentilhas-e-cebola-caramelizada

Ingredientes
1 xícara de arroz basmati
1 xícara de leite de coco
1 xícara de água
1 colher (sopa) de gengibre ralado
3⁄4 de xícara de lentilhas cozidas al dente
180 g de cebola fatiada fina
1 e 1/2 xícara de óleo de milho
Sal a gosto

Preparo
Cozinhe o arroz com o leite de coco, a água fervente e uma pitada de sal até que fique cozido, mas firme. Reserve. Doure o gengibre ralado em um fio de óleo, junte a lentilha cozida e acerte o sal. Reserve. Aqueça o óleo em uma panela e vá fritando a cebola aos poucos, em levas pequenas, até que fique dourada. Escorra em papel absorvente. Misture o arroz, a lentilha e a cebola dourada em um recipiente e sirva em seguida.

Rendimento: 6 porções

Entenda mais: VIDACELL®ARROZ BASMATI COM MILHO (VEGANA)NAARA BEAUTY DRINK!!!, SUCOS VERDESJEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?LUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMARROZ COM FEIJÃOSAL VERDEABÓBORA10 LIVROS QUE ENSINAM AS CRIANCAS CUIDAR DO PLANETA

A CEBOLA: O ELIXIR DESCONHECIDO

Você sabia que a cebola possui propriedades que reduzem o colesterol e combatem a acne?

acebola

Rica em vitamina C, a cebola tem propriedades que ajudam a eliminar do sangue, metais como mercúrio e chumbo, que são prejudiciais para a saúde, e que ajudam a limpar o corpoASTOUPEIRAS.

acebolas-cortadas

De acordo com uma lenda urbana, as cebolas teriam a capacidade e o poder de absorver as doenças. Mas é verdade? E, acima de tudo, de onde se origina essa lenda?

Tudo começou com uma história que remonta ao século passado: na prática, em 1919, depois de um surto de gripe que levou à morte algo como 40 milhões de pessoas, um médico decidiu recorrer às cebolas. ASTOUPEIRAS.

Enxergue mais: NAARA BEAUTY DRINK!!!CONHEÇA 13 MANEIRAS DE REAPROVEITAR SOBRAS E CASCAS DE FRUTAS E VEGETAISAGROTÓXICOS DA MESA NOSSA DE CADA DIA.CURA DIABETES?7 APPLICATIVOS PARA CICLISTASA ÁGUA OCULTAPOR QUE PINGA?PARABÉNS NESTLÉ 2

Conheça 13 maneiras de reaproveitar sobras e cascas de frutas e vegetais

Após as refeições, a grande maioria das pessoas joga fora o que sobrou da comida, assim como após o consumo de frutas e demais vegetais, porêm esses resíduos aparentemente inúteis podem ser aproveitados de diversas maneiras.

Muitos não apreciam o gosto ou a textura das cascas, sem contar que elas têm uma taxa maior de agrotóxicos, mas ao mesmo tempo, têm nutrientes e fibras que são passíveis de reaproveitamento. As cascas de cítricos, batata, abacate sem o caroço e até mesmo as cascas dos queijos podem ser reaproveitadas na casa, na comida ou como produto de beleza.

Aqui, mostraremos 13 maneiras de se reaproveitar esses alimentos. Vamos às receitas:

Casa

1. Limpeza de gordura: antes de usar os produtos considerados tóxicos, como detergentes, na cozinha, experimente o limão. Aplique, na área afetada pela gordura, os seguintes ingredientes: sal e bicarbonato de sódio. Então introduza limão espremido. Só tome cuidado para não utilizar a mistura em superfícies sensíveis, como as feitas de mármore. Atente também para, após a limpeza, lavar bem as mãos para que resíduos do limão não remanesçam em sua pele, pois o contato com o sol pode provocar queimaduras;

2. Limpeza interna de chaleira: sabe quando a parte interna da chaleira fica muito escura? Para limpar, encha-a com água e um punhado de cascas de limão e ponha-a para ferver. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e deixe descansar por uma hora. Na sequência, é só escorrer e lavar bem;

3. Tecido corante: apesar de a fruta não ser tão comum no Brasil, cascas de romã são ótimos corantes vermelhos de tecido. Basta encher com água quente uma grande panela de aço inoxidável, adicionar cascas de romã e deixar em descanso durante a noite. Ferva a água com as cascas no dia seguinte e, em seguida, remova as cascas e adicione o tecido que você quer tingir de vermelho, mas ele precisa estar molhado. Ferva a roupa por uma hora e deixe-a esfriando durante mais uma noite. Remova-a da panela no dia seguinte, enxague em água fria e a partir daí lave-a com roupas de cores semelhantes;

4. Espante os mosquitos: Use em um daqueles velhos aparelhos repelentes de insetos que são ligados na tomada e substitua o tablete convencional por um pedaço de casca de laranja ou por alguma outra fruta cítrica qualquer;

Comida

5. Congele raspadinhas: se você fez um suco de limão, laranja ou de alguma outra fruta cítrica e as cascas sobraram, você pode ralá-las com um ralador e acondicioná-las no freezer em um recipiente adequado. Quando você tiver vontade, é só retirar as raspas do freezer e fazer sua raspadinha.

6. Azeite cítrico: triture cascas de frutas cítricas com um pilão (em um vaso de metal ou de madeira) com um pouco de óleo. Coloque em um frasco com mais óleo e deixe descansando por seis horas. Depois desse período, acondicione em um recipiente limpo para uso em sua salada;

7. Fazer batatas fritas: misture cascas de batata com bastante suco de limão e azeite. Espalhe as cascas de batata em camadas em uma assadeira e leve ao forno na temperatura de 400 graus, mexendo de vez em quando até dourar (cerca de dez minutos). Tempere a gosto;

8. Faça uma sopa: Ferva cascas de batata, de cebola, de cenoura, além de alho poró e de outros vegetais a gosto para fazer uma bela sopa. Salsinha e cebolinha também vão bem nesse caldo;

9. “Algo a mais” na sopa ou no caldo verde: cascas de queijo podem ser acrescentadas a sopas ou caldos para dar um toque especial no sabor e na textura;

10. Adicionar queijo às verduras: cascas de queijo podem ser acrescentadas às verduras refogadas. O sabor fica excelente;

11. Açúcar mascavo suave: se você é vítima do açúcar mascavo endurecido, tente adicionar casca de limão para mantê-lo úmido e maleável.

Beleza

12. Esfoliação de açúcar da banana: coloque açúcar na casca da banana e esfregue-a suavemente em seu corpo . Em seguida, basta enxaguar no banho;

13. Hidratar: esfregue a parte carnuda da casca de um abacate em seu rosto e você terá um hidratante muito eficiente.

Veja também: Minhocário., Repelente de insetos, Água oxigenada, Dia Mundial do Meio Ambiente., A Revolta dos Macacos, Hour guitar, Indivíduos perigosos, Desenho de criança, EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, Todos querem ser felizes!, O tempo chegará, Veneno ecológico para matar ratos., Pés no chão, Boca boa, Tijolo

Candelária

“Mais fácil matar do que cuidar”, diz sobrevivente do Massacre da Candelária
Wagner Santos é pessimista em relação à violência nas periferias e alerta para as chacinas que continuam acontecendo no país. Candelária

Wagner Santos é o único sobrevivente de uma das maiores tragédias da história recente do Brasil, o Massacre da Candelária. Nesta terça-feira (23), quando o episódio completa 20 anos, ele enviou uma carta aos governantes brasileiros na qual pede que as autoridades pensem sobre a repetição de atos de violência policial no país. O documento foi escrito em Genebra, onde Santos vive desde 1996, após sofrer ameaças de morte no Brasil.
bus174

Nem a Chacina da Candelária nem o desaparecimento forçado de Amarildo começaram ou terminaram com essa política destinadas aos pobres e negros que finda na cadeia, no cemitério ou em alguma área empobrecida sitiada por militares. Justiça Global
onibus-174-2

Veja também: Cadê os Amarildos?, Oitavo Anjo, Liberdade de expressão, Makota Valdina, Coleira para crianças, absurdo?, Fair Play, Pica pau retardado!!!, The Truman Show, X-Maus, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Consulta CPF, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Instituto Alana, Minha Alma (A Paz Que Eu Nao Quero), Um Monte de mentiras, Trator, Halloween Saci!, Bicicleta emprestada!, O que, de quem?, Candidato Caô Caô, Urna fraudetrônica, Casa da árvore, Individualidade fugaz, Desinfetante ecológico, Compartilhe, PARE ou DIMINUA?, Convite à Filosofia, 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Porquê eu quis?

Agrotóxicos da mesa nossa de cada dia.

Da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), sobre os resultados do relatório:

…chama a atenção a grande quantidade de amostras de pepino e pimentão contaminadas com endossulfan, de cebola e cenoura contaminados com acefato e pimentão, tomate, alface e cebola contaminados com metamidofós. Além de serem proibidas em vários países do mundo, essas três substâncias já começaram a ser reavaliadas pela Anvisa e tiveram indicação de banimento do Brasil. De acordo com Dirceu Barbano, diretor da Anvisa, “são ingredientes ativos com elevado grau de toxicidade aguda comprovada e que causam problemas neurológicos, reprodutivos, de desregulação hormonal e até câncer”.

Veja também: Refrigerante, O Futuro da Alimentação, Adoro essa parte da anatomia femimina.Você é o que você come., Semana do Consumidor, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, Viabilidade???, Veneno ecológico para matar ratos., Outros olhos