Chase Neyland-Square

Com apenas 13 anos, Chase Neyland-Square criou um armário colaborativo para seus colegas de escola. A ideia busca ajudar os alunos em situação de vulnerabilidade social. O menino também atua como voluntário em um lar de idosos na vizinhança. Em uma entrevista recente ao programa Good Morning America, o jovem explicou suas motivações.

Minha parte favorita é separar as roupas antes de fazer a doação aos meus colegas. Isso me faz sentir bem comigo mesmo, pois sei que posso fazer a diferença na minha escola”. Vivimetaliun

O armário fica disponível para que estudantes da escola secundária de Port Allen, no estado da Louisiana (EUA), possam ter acesso a roupas e outros itens indispensáveis, como material escolar ou desodorantes. Tratam-se de doações de vizinhos e da comunidade escolar.

13-year-old Chase Neyland-Square runs PAM’s Pantry to give clothes and supplies to students in need.

“I know that everybody doesn’t have things and I’m fortunate to have things that other people don’t have, and I look at it as sometimes, how would I feel in that situation?” Neyland-Square told CBS Baton Rouge affiliate WAFB.
“I’m going to come back and continue working on PAM’s Pantry,” Neyland-Square said. “I’m hoping one day I can turn it into a non-profit organization.” CBS News

Chaseze-se: Saudação ao Sol, Hortas e temperos, Deixa o menino brincar!, Adoro essa parte da anatomia femimina., Dia Mundial da Gentileza, World Kindness Day

Michael”s Desserts” Platt

O jovem americano Michael Platt, 13 anos, tem duas grandes paixões. Uma delas é cozinhar e criar receitas de doces. A outra, ajudar pessoas e combater problemas como a fome.

doces. A outra, ajudar pessoas e combater problemas como a fome.

Com apenas 11 anos e contando com o apoio dos pais, ele deu início ao negócio. A cozinha funciona em sua própria casa, localizada na cidade de Bowie, no estado de Maryland.

A “Michaels Desserts” é uma padaria que, a cada doce vendido, doa outro para uma pessoa desabrigada.

A ideia surgiu há três anos, quando ele ganhou um par de sapatos da TOMS. A marca adota um modelo de doação desse tipo e inspirou vários projetos semelhantes por todo o mundo. A cada mês, Michael homenageia, com receitas especiais, diferentes figuras ligadas a causas sociais.

Cupcakes, cookies e até bolos de casamento estão entre os seus produtos, ele também recebe encomendas para eventos, como aniversários ou casamentos. A maioria dos pedidos é feita pelo Facebook.

, ele também recebe encomendas para eventos, como aniversários ou casamentos. A maioria dos pedidos é feita pelo Facebook.

Outra forma de caridade que ele encontrou foi ministrar cursos e destinar a renda obtida a organizações. “Eu sempre quis ter um propósito para o que eu faço”, diz ele. Pequenas Empresas Grandes Negócios

Pequenas Empresas Grandes Negócios

Most customers place their orders via Facebook. (Michael recently set up a website for the business.) He sells roughly 75 cupcakes a month, four for $15, along with a dozen cookies and a dozen “chef’s choice” items — which, of course, means he must also make more than 100 treats to give away. CHAR ADAMSThe Washington Post

website for the business.) He sells roughly 75 cupcakes a month, four for $15, along with a dozen cookies and a dozen “chef’s choice” items — which, of course, means he must also make more than 100 treats to give away. CHAR ADAMSThe Washington Post

Nossos alunos!?!

Por 4 anos, alunos da Profile School, em Bethlehem, nos Estados Unidos, arrecadaram dinheiro para sua viagem de final do ano, que seria quatro noites no Rydin ‘Hi Ranch, um resort em Nova York, porém, a turma logo descobriu que a diretora da escola, Courtney Vashaw, havia sido diagnosticada com câncer raro, e uma votação que terminou de maneira unânime, e emocionou muita gente, que todo o dinheiro que haviam arrecadado para realizar uma viagem, um montante de quase 8 mil dólares (cerca de R$ 25 mil), seria doado para ajudar nas despesas com o tratamento da professora. Vicente Carvalho – Razões para Acreditar

O Razões e o Educa Mais Brasil te ajudam a conseguir bolsa de estudo para cursos técnicos e profissionalizantes, cursos de idiomas, entre outras, clique aqui. Facebook

Veja também: Obrigado Senhor, pela Montanha, Lixo! Eu?, É Natal!, Plástico temperado, Portas, Cifras, Lixo ou arte?, Vergonha na lama, Manguetown, Agrotóxicos da mesa nossa de cada dia, Comida colorida

Papai Noel dos Correios. + Fake News

A Campanha Papai Noel dos Correios acontece há 29 anos em todo o país e tem o objetivo principal de enviar carta-resposta às crianças que escrevem ao Papai Noel, atendendo, dentro do possível, aos pedidos de presentes de natal das crianças em situação de vulnerabilidade social. Em seu portal, os Correios informam que, além de estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, a campanha dissemina os valores natalinos como solidariedade.

Em nota, os Correios esclareceram que a campanha deste ano ainda não começou. “Ela será lançada oficialmente na próxima terça-feira (6). O evento será realizado no Edifício Sede dos Correios, em Brasília. Esclarecemos que as datas e a operação da campanha podem variar em cada Estado. Todas as informações sobre o Papai Noel dos Correios 2018 estarão disponíveis no hotsite, que será divulgado no dia do lançamento da campanha”, informava a nota. Instituto Mongeral Aegon


A campanha ocorre, normalmente, nos meses de novembro e dezembro de cada ano. Datas e pontos de adoção de cartas, de entrega dos presentes nas agências e da entrega dos presentes às crianças são divulgados em blog específico. As unidades da federação (UFs) possuem datas diferentes e os pontos de adoção, também são definidos por cada UF. As informações completas de cada ano, estarão no blog, no endereço http://blog.correios.com.br/papainoeldoscorreios, a partir de novembro do mesmo ano.
IMPORTANTE: Fique atento(a), a informação oficial é a do site dos Correios (www.correios.com.br).

Nos Correios você pode pegar umas das 17 milhões de cartinhas de crianças e ser o papai noel delas. Têm pedidos inacreditáveis. Tem crianças pedindo um PANETONE, uma blusa de frio para a avó, caderno, lápis e borracha para estudar.
É só pegar a carta e entregar o presente nos Correios. O próprio Correios se encarrega de fazer a entrega! Se puderem DIVULGAR seria ainda melhor … ❤

Descubra onde esta a Fake News e ganhe um sachê do INSTANTLY AGELESS ™.

MUDE CONCEITOS, VOCÊ PODE E DEVE: PHOTOSHOP CC 2018 E MAQUETE ELETRÔNICA 3DS MAX 2018 E VRAY: FREE, AURORA, LUMINESCE™, ÍNDIOS, POEMA, POESIA E SONETO, GHOST WRITER, NAARA BEAUTY DRINK!!, HUNGU, INICIE UM ABAIXO-ASSINADO, BURGUESIA (VERSION ME), INSTANTLY AGELESS ™, SEDE PASSANTES

Editado via celular.

O Tempo Não Para

O Tempo Não Para – Cazuza

Disparo contra o sol
Sou forte, sou por acaso
Minha metralhadora cheia de mágoas
Eu sou um cara
Cansado de correr
Na direção contrária
Sem pódio de chegada ou beijo de namorada
Eu sou mais um cara

Mas se você achar
Que eu tô derrotado
Saiba que ainda estão rolando os dados
Porque o tempo, o tempo não pára

Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
Da caridade de quem me detesta

A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não pára

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para
Não para, não, não pára

Eu não tenho data pra comemorar
Às vezes os meus dias são de par em par
Procurando agulha num palheiro

Nas noites de frio é melhor nem nascer
Nas de calor, se escolhe: é matar ou morrer
E assim nos tornamos brasileiros
Te chamam de ladrão, de bicha, maconheiro
Transformam o país inteiro num puteiro
Pois assim se ganha mais dinheiro

A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não pára

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não para
Não para, não, não pára

Dias sim, dias não
Eu vou sobrevivendo sem um arranhão
Da caridade de quem me detesta

A tua piscina tá cheia de ratos
Tuas ideias não correspondem aos fatos
O tempo não pára

Eu vejo o futuro repetir o passado
Eu vejo um museu de grandes novidades
O tempo não pára
Não para, não, não pára

Veja também: BURGUESIA (VERSION ME), O BOM MOÇO DO BRASIL, JOSÉ MUJICA MACONHEIRO?, O COMBATE A CORRUPÇÃO NAS PREFEITURAS DO BRASIL, 3º OPÇÃO, BRASIL DE BANDIDOS, NARCISO DE ÉBANO, CONHECIMENTO ANCESTRAL

Rockefeller

A Comunicação Empresarial surgiu nos Estados Unidos, em 1906. Naquele ano, em Nova Iorque, Ivy Lee decidiu deixar o jornalismo de lado para montar o primeiro escritório de Relações Públicas do mundo, mudou de atividade com o objetivo de recuperar a credibilidade perdida pelo poderoso empresário John D. Rockfeller. Cláudio Amaral

rockefellers_thumb[8]

“Crises são criadas pelos governos para manter as pessoas em um perpétuo estado de desequilíbrio físico, mental e emocional. Confundirão e desmoralizarão à população para evitar que decidam seu próprio destino.”

rockffeler kruschev

Rockefeller, além de um grande filantropo, foi o inventor das Assessorias de Imprensa, tudo isso tinha um grande objetivo, além de “fazer o bem para o próximo”: melhorar sua imagem, corroída por políticas monopolistas detratórias, junto à sociedade. Um Pouco de Prosa

historychannelrockefeller

No dia 20 de abril, na cidade mineira de Ludlow, Colorado, um grupo de pessoas inocentes foram cruelmente assassinadas por seguranças armados que faziam a proteção das minas de carvão. Ao todo, duas mulheres, doze crianças e seis mineiros. Revoltados, mineiros armados destruíram as instalações das minas e o que encontravam pela frente. Mais pessoas viriam a morrer. O levante se prolongou por uma dezena de dias e inflamou a indignação americana. A causa única era que as empresas mineradoras operavam como universos autônomos, com suas próprias leis e polícia. Tudo o que estivesse associado à palavra sindicato era considerado maldito por se constituir numa ameaça à propriedade privada. Francisco Viana

ludlow29

Veja também: Parabéns Nestlé, A onda, Sheherazade e a Secom, Repo man, Pai (de quem) trocinio!, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, O pai da propaganda, The Who – My Generation, Nada se cria, tudo se copia!, Patrocinadores da Copa, Pegadinhas do Marco Civil da Internet

MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃES

Morador de rua cuida de 10 cães

Rogério é um morador de rua que vive numa carroça coberta com 10 cães, entre eles, alguns encontrados em condições extremas – espancados pelos antigos donos, jogados pela janela de um caminhão, doentes, abandonados e esfomeados, largados ao léu, amarrados em  postes etc. 

Vive de doações de ração, remédio e comida. Os cães são muito bem tratados, mas dependem do amor e do carinho que o Rogério tem por eles, e da caridade daqueles que o conhecem e admiram.

Ele fica próximo a pontos de ônibus na avenida Georges Corbusier, após a rua Jequitibás (região do Jabaquara, em São Paulo), os cães não atrapalham ninguém, são super-educados e simpáticos (todos castrado(a)s) e passam boa parte do dia dentro da carroça.

Ele é muito querido pelos comerciantes da região, mas o problema é durante a madrugada, quando bêbados no volante, e garotos usuários de droga na região, tem sido uma constante ameaça. Rogério já foi espancado por jovens drogados e chegaram a jogar álcool nele enquanto dormia com os cães dentro da carroça, por sorte não tiveram tempo de acender o fósforo, pois um dos cães latiu e o avisou do perigo. 
                  
Ele é um exemplo de como uma pessoa pode se doar. Alguém na condição dele, poderia ter escolhido outros caminhos, mas Rogério demonstrou coragem e decidiu perseverar. Além de ser uma pessoa de muito valor, faz caridade prá deixar muito bacana por aí no chinelo. Sua presença ilumina os lugares por onde passa, mas ele já está cansado e também não é mais tão jovem assim.
Assim, é diante de tudo isso peço que ajudem a divulgar esta história para que o Rogério possa conseguir uma oportunidade que lhe propicie melhores condições de moradia e de vida, em qualquer cidade, para que ele possa cuidar não somente dos seus, mas de outros tantos cães abandonados por esse Brasil, e que precisam de muitos cuidados e de carinho. Já lhe ofereceram abrigo, mas desde que os cães ficassem para trás, e o Rogério recusou, pois para ele, estes cães são como filhos; são sua familia.
                                                                                        
Outro dia ele estava levando todos os cães para um pet shop para tomar banho – eram 11 cachorrinhos felizes – eram originalmente 10, mas agora apareceu mais um, um fox paulistinha que eu não conheci porque no momento que conversamos estava no banho. Ele disse que havia passado remédio contra pulgas nos cachorros, e que o tal remédio é meio melado, e então teve que dar banho em toda a tropa. Perguntei quanto ele iria gastar para dar banho em toda aquela tropa de cachorros,  e ele, sorrindo como sempre, disse que a moça do pet shop o ajudava e não cobrava nada. Santa alma! Aí eu perguntei a ele – e você? Onde toma banho? E ele me respondeu que tomava banho no posto de gasolina da esquina, banho frio, gelado mesmo. Disse que como era nordestino, estava acostumado.

As vezes faltam palavras que possam definir a grandeza de uma alma como esta, que mesmo não tendo quase nada para si, dá o pouco que tem para minorar o sofrimento desses pobres animais de rua. Muito mais importante dos que as aparências, a riqueza, e o poder ostentado pelas pessoas, são suas atitudes e seus valores éticos e espirituais.

São muitas as agressões que ele e os cachorros vêm sofrendo, e que vão desde assalto e espancamento, até atentados contra a  vida como esfaqueamento e atropelamento. Enfim, é muito sofrimento para alguém que luta tanto. Na região todos o conhecem e apreciam, tanto que na última vez que uma turma veio bater nele porque queriam roubar suas coisas, o dono de um bar próximo saiu para enfrentar os safados e começou a dar tiros, colocando todos em fuga. Assim, mesmo, o Rogério passou dois dias no hospital por conta dos machucados recebidos, e se não fosse pela intervenção do dono do bar, os cachorros já seriam órfãos.

Veja também: ANDA, Remédio caseiro para controle de pulgas, , Pet é tudo de bom, Repelente de pescador, Se sentindo só? Anúncios de solteiros., Pegadas na areia, A importância do cafezinho, V de vingança