Tim Maia – Racional

Tim Maia – Racional (Volumes 1 e 2) [Álbum Completo]Andre Kavernista

No disco de hoje temos uma mistura de funk, soul, MPB e um conceito que é um tanto confuso, o álbum Tim Maia Racional Volume I,  um disco conceitual e que se destaca por ter nosso querido gordinho em um momento de maior lucidez musical, este disco alias é uma das maiores provas de sobriedade do cantor, pois no ano de gravação do mesmo Tim Maia havia parado de beber e usar drogas, esse fator contribuiu e muito para a qualidade do disco. A História do Disco

Após o sucesso com vários clássicos (de seu primeiro disco, e dos posteriores), Tim Maia acabou mudando um pouco a sua visão sobre a vida, com isso passou a buscar respostas sobre o universo que estamos inseridos e qual o propósito de nossas vidas. Depois de ter contato com um livro chamado Universo em Desencanto, nosso querido Sebastião Maia passou por uma mudança radical, não só em suas atitudes, como também na parte musical.

No ano de 1974 Tim já tinha seu material pronto, e alguns músicos que gravaram esse disco afirmam que logo após o cantor ter contato com o livro, ele alterou letras, arranjos e nomes de canções. Como todos sabem, o ‘Síndico’ sempre foi um artista muito exigente e não poupava nem mesmo seus músicos, isso porque sua capacidade musical era muito grande, mesmo ele sendo um autodidata. Todos os arranjos feitos em seus discos eram criados por ele, que reproduzia o som com a boca e passava para os músicos.

O fim desse “aventura” se dá quando Tim Maia descobre que toda a verba que ele doava à instituição era desviada para o bolso dos líderes da seita (qualquer semelhança com os líderes religiosos de hoje em dia é pura coincidência, ok amiguinho?), ele fica muito puto e resolve destruir todas as cópias do “Projeto Racional” – por isso que hoje em dia é raro encontrar um vinil que seja da época, pois em grande parte ele tacou fogo.

Timze-se: 365 NUS, Análise m(m.n), TIMEOUT CONVIDA! | LOVE WILL TEAR US APART feat. MY LAST BIKE, O Último Cine Drive-in, CAMAZOTZ, O BATMAN DO MUNDO MAIA, Batata Frita, o Ladrão de Bicicleta, 11 músicas que falam de saudade, A igreja de todos os Deuses

Burguesia (Version me)

Burguesia – Cazuza

A burguesia fede
A burguesia quer ficar (“mais”) rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia (haverá democracia)

A burguesia não tem charme nem é discreta
Com suas perucas de cabelos de boneca
A burguesia quer ser sócia do Country
A burguesia quer ir a New York fazer compras

Pobre de mim que vim do seio da burguesia
Sou rico mas não sou mesquinho
Eu também cheiro mal
Eu também cheiro mal

A burguesia tá acabando com a Barra
Afunda barcos cheios de crianças
E dormem tranqüilos
E dormem tranqüilos

Os guardanapos estão sempre limpos
As empregadas, uniformizadas
São caboclos querendo ser ingleses
São caboclos querendo ser ingleses

A burguesia fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

A burguesia não repara na dor
Da vendedora de chicletes
A burguesia só olha pra si
A burguesia só olha pra si
A burguesia é a direita, é a guerra

A burguesia fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

As pessoas vão ver que estão sendo roubadas
Vai haver uma revolução
Ao contrário da de 64
O Brasil é medroso
Vamos pegar o dinheiro roubado da burguesia
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Pra rua, pra rua

Vamos acabar com a burguesia
Vamos dinamitar a burguesia
Vamos pôr a burguesia na cadeia
Numa fazenda de trabalhos forçados
Eu sou burguês, mas eu sou artista
Estou do lado do povo, do povo

A burguesia fede – fede, fede, fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

Porcos num chiqueiro
São mais dignos que um burguês
Mas também existe o bom burguês
Que vive do seu trabalho honestamente
Mas este quer construir um país
E não abandoná-lo com uma pasta de dólares
O bom burguês é como o operário
É o médico que cobra menos pra quem não tem
E se interessa por seu povo
Em seres humanos vivendo como bichos
Tentando te enforcar na janela do carro
No sinal, no sinal
No sinal, no sinal

A burguesia fede
A burguesia quer ficar (“mais”) rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia (haverá democracia)

Veja também: Candelária, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Mídia estão de luto, E agora???, Fumaça Louca, PENA DE MORTE, Aniversário da revolução de 1964, Exu tranca-copa, Presidente FDP, O bom moço do Brasil, O Coxinha – uma análise sociológica, O analfabeto político

Neguinho da beija-flor

neguinhadabeijaflor

Lucas Azevedo, Especial para O Estado – Estadão

CamaraPlenarioLalodeAlmeida

“Neguinho da Beija-flor: Dinheiro sujo tornou Carnaval um espetáculo”. Brasil 247

A Liga das Escolas de Samba – Liesa é um orgão criado por Getúlio Vargas no Estado-Novo e sempre foi sabidamente uma máfia. ANDRE POMBA – BLOG

neguinho_2

“Todo ano tem que trazer uma surpresa maior do que o anterior. O povo gosta de roubança robusta, quem gosta de mixaria é intelectual”. The i-piauí Herald

cut

Após muitos questionamentos e críticas em torno do patrocínio da escola campeã do Carnaval do Rio de Janeiro de 2015, o intérpetre da agremiação, Neguinho da Beija-flor, fez importante questionamento: qual a diferença entre a Beija-flor receber dinheiro do ditador da Guiné Equatorial ou a Portela receber dinheiro de Luiz Fernando Pezão, governador do Rio de Janeiro? Ph Lima – Além da Frase

Entenda mais: LIESANota 10!, NAARA BEAUTY DRINK!!!, BOAS IDÉIAS QUE TODOS OS PAÍSES DEVERIAM ADOTARTurismo sexual, EMV, O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENASO crime compensa, INSTANTLY AGELESS ™Convite à Filosofia, Quem paga o Carnaval!, Bandeirantes Modernos, Ta foda ser brazileiro!!!, VIDACELL®Quase imortal!!!, Marx escreve uma carta de repúdio ao professor, BBB por Antonio BarretoRESERVE™SENSE8CONTRA TODOS OS MALES

Aquela Paz, Cheirando Cola

Cheirando Cola – Charlie Brown Jr.

Quero jogar um videogame, e estou aqui cheirando cola
Sou o lixo do mundo, a sociedade me ignora
Com os olhos de quem quer ter uma oportunidade
Com os olhos de quem quer ter uma vida de verdade
(2X)

Quem tem a mente limitada
Evoluir leva mais tempo
Segurança me segue na loja do departamento
Achei que fosse um cidadão
Mas eu sou só um elemento
Exposto a qualquer sol, exposto a qualquer tempo

Ah! Mantenha a calma
Em quem acreditar?
Será que devo confiar?
Em quem posso acreditar?
Será que essa porra um dia vai mudar?
Eu já vi muita coisa, já ouviu muita coisa, deixa pra lá…
Mas diz aí, os gringo tão mandando no Brasil
O construtor milionário inglês, o rico português
O Brasil virou freguês do gringo-americano, há 500 anos, nós entramos pelo cano

Os senhores da guerra são a banalização da vida, irmão
E o fim da esperança de milhares de pessoas oprimidas

Charlie Brown Jr.
Santos!

Veja também: Quinta-Feira, Ouro de tolo, Que País É Esse?, Minha Alma (A Paz Que Eu Nao Quero), Ser ou não ser., Omissão., Água mata?, V de vingança, Miniusina de energia, Outras formas, Pedal sinalizado, Saudação ao Sol, Sobre quem?