Dia do Anjo da Guarda

A palavra anjo significa: “enviado, mensageiro divino”. Muitas vezes, encontramos as manifestações dos anjos como missionários de Deus. Canção Nova

Na Bíblia essa palavra traduz principalmente o grego aggelos, que por sua vez traduz o hebraico mala’k. No original, normalmente esses termos se referem a seres celestiais, mas algumas vezes também podem se referir a mensageiros humanos. Daniel Conegero – Estilo Adoração

Outra palavra grega utilizada para se referir aos anjos é pneumata, que significa “espíritos”. Essa palavra designa principalmente os anjos caídos na expressão “espíritos imundos” (Mateus 12:43; Lucas 4:36; Atos 8:7); mas na Epístola aos Hebreus essa palavra se refere aos anjos de Deus como “espíritos ministradores”. Os gregos archai e exouxiai, “principados e potestades”, também são utilizados para se referir aos anjos maus e aos anjos de Deus, dependendo do contexto.

A partir do século XVII, a propagação da devoção popular aumentou e o Papa Paulo V inseriu a festa dos Anjos da Guarda no calendário. Holyart

Na Inglaterra, desde o ano 800, acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda; e, a partir do ano 1111, surgiu uma linda oração (apresentada a seguir). Da Inglaterra essa festa se estendeu de maneira universal, depois do ano 1608, por iniciativa do Sumo Pontífice da época.

De acordo com a tradição cristã, cada um de nós tem um Anjo da Guarda, que nos acompanha desde o momento do nascimento até o momento da morte, permanecendo ao nosso lado em todos os momentos da sua vida. A ideia de um espírito, de uma entidade sobrenatural que acompanha e vigia todo o ser humano já estava presente noutras religiões e na filosofia grega.

Os anjos são seres espirituais, o que significa que eles não possuem corpo. Mas às vezes os anjos também podem se manifestar de forma visível, inclusive de modo semelhante à forma física humana (Gênesis 18:2-19:22; João 20:12,13; Atos 12:7-10).

A Bíblia também indica que os anjos estão organizados em diferentes classes. Essas classes são mencionadas nos textos bíblicos da seguinte forma:

  • Querubins: aparecem diversas vezes nos textos bíblicos como anjos protetores (cf. Gênesis 3:24). Em harmonia com esse sentido de proteção, sobre a Arca da Aliança havia imagens de querubins (Êxodo 25:20; 37:9).

O nome em Hebraico é כרוב – keruv ou karav – O plural כְּרֻבִים (Queruvim – Querubim), a raiz primitiva da palavra é karav, que pode significar “aquele que cultiva“. Estudos de Deus

  • Serafins: são mencionados como sendo anjos dedicados à adoração constante ao Senhor (Isaías 6:2,6):

O nome serafim em hebraico é שְׂרָפִים e a transliteração é “Serafim” e do grego, séraph, que significam “abrasar, queimar, consumir“.

A raiz da palavra é שָׂרֹף (sarof) que significa: queimar, incendiar, cauterizar. Também foram chamados de ardentes ou de serpentes de fogo.

  • Arcanjo: apenas Miguel é mencionado na Bíblia pertencente a esta classe. Nitidamente o arcanjo parece ser um anjo poderoso e que possui uma função de liderança entre os demais (cf. Apocalipse 12:7).

O nome de arcanjo vem do grego αρχάγγελος, arkangélos, que significa “anjo principal” ou “chefe”, pela combinação de archō, o primeiro ou principal governante, e άγγελος, aggělǒs, que quer dizer “mensageiro”.

  • Outros anjos: a Bíblia menciona a existência e a atuação de muitos outros anjos. Esses anjos estão organizados numa hierarquia, mas a Bíblia não fala muito sobre isto. O Novo Testamento inclusive usa a expressão “principados e potestades” para indicar as diferentes classes de anjos, tanto entre os anjos de Deus quanto entre os anjos caídos (cf. Efésios 3.10; 6:12; Colossenses 1.16; 2:13; 1 Pedro 3.22).

Confira a seguir alguns nomes de anjos ou seres divinizados presentes no imaginário popular de alguns povos:

  • Fadas
    • Folclore europeu – São criaturas míticas presentes em literaturas e contos orais germânicos, célticos, eslavos e outros que passaram a compor o imaginário ocidental e oriental. Fazem parte de uma coleção de crenças populares em divindades mágicas que guardam ou assombram pessoas e lugares específicos. A fada madrinha era semelhante ao anjo da guarda que tinha por função proteger seus afilhados.
  • Hermes
    • Mitologia grega – É o deus mensageiro e irreverente. Filho de Zeus e da ninfa Maia, Hermes tinha asas nas sandálias que facilitava seu deslocamento para realizar as suas tarefas e entregar mensagens entre os deuses gregos.
  • Mercúrio
    • Mitologia Romana – É o deus do comércio e também o mensageiro entre os deuses romanos. Sofreu sincretismo com o deus grego Hermes quando a Grécia foi conquistada pelo império romano.
  • Eros
    • Mitologia grega – É o deus do amor erótico e da paixão, filho da deusa Afrodite. É representado como um rapaz nu com asas que saiam dos ombros. Depois da conquista romana, sofreu sincretismo com o conhecido Cupido, o deus romano do amor erótico que se diverte atirando flechas invisíveis para promover romances.
  • Thor
    • Mitologia Nórdica – É uma divindade forte, filho do deus germânico Odin e da deusa Jord. Thor era o deus das guerras, dos trovões e tempestades. Este valente guerreiro usa um martelo como principal arma e está associado à ideia de proteção dos mortais.
  • Valquírias
    • Mitologia Nórdica – Essas divindades eram filhas do deus Odin e da deusa Frigga. Segundo o mito, essas deusas decidiam quem morreria. Depois apareciam para recolher os corpos dos valentes que morriam no campo de batalha para serem levados para o palácio de Valhalla, onde estes aguardaria para lutar na batalha final ao lado de Odin.
  • Peri
    • Mitologia turca – Entidade divina que atua ora como agente do bem ora do mal. São típicos seres alados, radiantes e altos. Semelhantes à fadas boas ou a espíritos malignos, que por vezes visitam o reino dos mortais – Irchi é um tipo desses seres no folclore turco que têm olhos de fogo, que fazem bem ou mal aos humanos.
  • Rafael
    • tradições judaico-cristãs – O nome desse anjo é conhecido na tradição católica romana e ortodoxa como o anjo da cura. Aparece em alguns textos hebraicos apócrifos (como o livro de Tobias, p.ex.) sendo considerado o anjo que ministra a cura de Deus. Segundo essa literatura, o anjo Rafael ajudou o jovem Tobias numa viagem dando-lhe o livramento da morte e ensinou-o como deveria curar seu pai da cegueira. A tradição católica romana adotou essa tradição ao acrescentar o livro de Tobias na tradução junto dos livros canônicos da Bíblia.
  • Jeremiel
    • tradições judaico-cristãs – O nome desse anjo aparece no 2º livro de Esdras. Este livro apócrifo é reconhecido apenas pelos cristãos ortodoxos. Segundo esse texto não inspirado, Jeremiel tinha o dever de guardar o Sheol ou Hades, o abismo e o conhecido “Seio de Abraão”, onde as almas justas aguardavam pelo Senhor. Não há nenhuma fundamentação bíblica para essas informações.
  • Fanuel
    • Tradições judaicas – Este é o nome dado ao quarto anjo ouvido no Livro apócrifo de Enoque. Seu nome significa “a face de Deus” e seria aquele que tem domínio sobre a esperança de arrependimento de quem irá herdar a vida eterna. Mas sabemos que é Cristo quem tem autoridade sobre os que hão de herdar a salvação. É considerado um dos arcanjos que irá tocar a 7ª trombeta. A Bíblia Sagrada só diz o nome de um arcanjo, Miguel, e não diz o nome dos anjos que irão tocar as trombetas.
  • Uriel
    • Tradições judaicas – Considerado o anjo da iluminação, seu nome significa fogo, ou “Chama de Deus”. Aparece nos livros apócrifos de Enoque e 2º livro de Esdras, onde é sugerido que seja este quem terá instruído Esdras na sua obra; também acredita-se que seja este anjo quem lutou com Jacó; também aquele que anunciou o dilúvio a Noé entre outras atuações. Mas nada disso pode ser confirmado pela Bíblia.

Em muitas outras tradições e religiões são encontradas referências de tipos de anjos, com nomes e reputação já popularizados. Mas, quase sempre sofrem variações, consoante a linha ou registro cultural. De forma geral, esses relatos não podem ter sua veracidade confirmada.

Anze-se: Rússia, Anunnakis e Anjos Caídos, Papas Reformadores, Observação de aves: torres abrigos e mobiliário de apoio, Maior biblioteca de magia e ocultismo do mundo digitaliza seu acervo, Sea angels, O Anjo de Auschwitz

1º DE ABRIL – DIA DA MENTIRA

Dia da Mentira é uma tradicional data comemorativa celebrada em alguns países ocidentais, como o Brasil. Nesse dia é comum realizar brincadeiras com outras pessoas por meio da utilização de mentiras. Em países de língua inglesa, como os Estados Unidos e a Inglaterra, é comum também “pregar peças” em outras pessoas. escolaKids

Os historiadores não têm certeza sobre onde oficialmente surgiu o Dia da Mentira e, portanto, o que existe são apenas teorias. Há alguns levantamentos que mostram que brincadeiras parecidas com as realizadas no Dia da Mentira eram realizadas por povos da Antiguidade. Muitos historiadores apontam evidências que mostram menções ao Dia da Mentira na Idade Média. Um dessas menções é de um poeta chamado Eduard de Dene, também do século XVI, que escreveu um poema que sugere práticas parecidas com as do Dia da Mentira.

Nelson, personagem dos Simpsons, com o famoso bordão Ha-Ha (Foto: Reprodução/Fox)

A teoria mais aceita diz que o Dia da Mentira ou “April Fools’ Day” (Dia dos Bobos de Abril), como é conhecido nos países de língua inglesa, surgiu de uma mudança no calendário utilizado na França do século XVI. Esse século ficou marcado por inúmeros debates a respeito de mudanças no calendário, pois o que era utilizado na época, o juliano, estava bastante defasado.

Na França da segunda metade do século XVI, o Ano-Novo era comemorado tradicionalmente em 25 de março, pois o início da primavera era enxergado como o momento da renovação de um ciclo. A comemoração de Ano-Novo acontecia até o dia 1º de abril, mas, em 1563, o rei francês Carlos IX propôs a mudança do Ano-Novo francês para 1º de janeiro.

Essa mudança proposta pelo rei francês foi aprovada no Parlamento, ficando conhecida como Édito de Roussillon. Com esse édito, oficializou-se a mudança do Ano-Novo na França para o dia 1º de janeiro. Acontece que muitos se recusaram a seguir a nova data e continuaram realizando sua celebração de Ano-Novo no período citado (25 de março a 1º de abril).

Essas pessoas começaram a ser alvos de zombaria na sociedade francesa e passaram a ser chamadas de Poisson d’Avril, expressão em francês que significa “tolos de abril”. A partir daí, acredita-se que a prática de realizar brincadeiras e zombarias com as pessoas em 1º de abril fortaleceu-se e, posteriormente, espalhou-se pelo mundo.

Prankze-se: Jeunesse, Verdade Ou Mentira?, Um Monte de mentiras, Agro será mesmo?, Onde estão os humanos?!?, Let’s go exploring!, O VALIOSO TEMPO DOS MADUROS., GENTE HONESTA E ESFORÇADA, OS DESVIANTES E OS COM SÍNDROME DE MANADA, Cartilha feita em parceria com o E-farsas ensina como reconhecer uma notícia falsa!

400 Nudes

Advertência: Este post contém muita nudez e provavelmente não é adequado para a maioria dos ambientes de trabalho. Brasil Post

SELFIE-large570

A artista Jillian Mayer pesquisou no Google e encontrou uma série aparentemente infindável de selfies de nudez, a nova obra da artista, intitulada 400 Nus, é um experimento de identidade, autenticidade e sexualidade na era da internet, exposta no Museu de Arte Contemporânea de Montreal (Canadá) ou em 400nudes.com.

400nudes4

As mulheres sentem-se poderosas no instante da foto, mas também estão entregues à vulnerabilidade da internet, a maioria das fotos foi encontrada em sites pornográficos de “vingança”, que pode render constrangimentos pessoais e profissionais. Catraca Livre

FOR-YOU-GIRLS-large570
O nosso aplicativo irá falar sobre violência virtual sofrida por mulheres, em especial o vazamento de fotos íntimas, tema urgente a ser tratado, para dar apoio a essas mulheres, levar conhecimento e nos unir”. Camila Ziron, Estela Machado, Hadassa Mussi, Larissa Rodrigues e Letícia Santos.

calendario_idosas_1

mcmahan16cut-02

Veja também: Cinquenta Tons de Cinza, A culpa é sua!, O Estado Laico, Text Me Something Dirty, Sexo seguro!, Tura Satana, Horrible Histories, Sensibilidade, Começou o carnaval!, Santa Buceta, Puta Que Pariu!!!, FORDISMO??, Dia Internacional da Mulher

The-The

http://www.dailymotion.com/video/x14b1t_the-the-this-is-the-day_music

This Is The Day – The The

Well, you didn’t wake up this morning ‘cause you didn’t go to bed
You were watching the whites of your eyes turn red
The calendar on your wall
Is ticking the days off

You’ve been reading some old letters
You smile and think how much you’ve changed
All the money in the world
Couldn’t buy back those days

You pull back the curtains
And the sun burns into your eyes
You watch a plane flying
Across the clear blue sky

This is the day
Your life will surely change
This is the day
When things fall into place

You could’ve done anything
If you’d wanted
And all your friends and family
Think that your lucky

But the side of you they’ll never see
Is when you’re left alone with the memories?
That hold your life
Together like glue

You pull back the curtains
And the sun burns into your eyes
You watch a plane flying
Across the clear blue sky

This is the day
Your life will surely change
This is the day
When things fall into place

This is the day (this is the day)
Your life will surely change

Veja também: Where Did You Sleep Last Night, Brô Mc´s, Carmina Burana: Introduction (O Fortuna), Ouro de tolo, Conhecimento Ancestral, He Got Game, Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças, Nelson Ned d’Ávila Pinto, Cine Favela

Aniversário da revolução de 1964

itauniver1964

“Hoje estamos esculachando não uma pessoa, como fizemos até agora, mas duas empresas, que são mais representativas de toda uma estrutura: a Fiesp e o Itaú. A Fiesp foi uma das principais organizadoras das reuniões, chamadas de grupos de trabalho, onde os empresários se reuniam para contribuir para a caixinha da ditadura”, explicou Lavínia Clara Del Roio. Secretaria de Imprensa Sindicato dos Bancários do ABC

banco-rico-pobre
iraucartazditadura

“A Fiesp é o símbolo da ditadura, que beneficiou a classe dominante. Não à toa Geraldo Resende de Mattos ia todos os dias ao Dops entregar listas com nomes dos trabalhadores a serem perseguidos pelo regime”, disse ao microfone Ivan Seixas, ex-militante do Movimento Revolucionário Tiradentes e atual assessor da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão da Verdade do Estado de São Paulo “Rubens Paiva”. CartaCapital

Veja também: Cliente preferido do Brazil, Livros de histórias infantis grátis., Relatório Figueiredo, Dura, Marcha Fúnebre da Arte, Colabora ai gente!, Chico Xavier, Empoderamento dos recursos, Parabéns Néstle, O país da piada pronta!, A história de sempre?, Manifestantes ou vândalos?, I Have a Dream