Hotéis para seus pets em todo o Brasil

Os animais de estimação também fazem parte das famílias, por isso a rede de hotéis Accor e a multinacional americana de ração Mars Petcare fizeram uma parceria para oferecer hospedagens também para pets em mais de 300 hotéis do Brasil inteiro. Thayana AlvarengaMelhores Destinos

O número de pets no Brasil, em 2019, chegou a mais de 141 milhões, entre cães, gatos, aves, peixes, répteis e pequenos mamíferos, segundo o Instituto Pet Brasil. No mesmo período, o mercado pet movimentou mais de R$20 bilhões, de acordo com informações da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Segundo informações da empresa de dados e client acquisition, Decode, após a quarentena as buscas pelo termo “viajar” cresceram, coincidindo no mesmo período pela procura de hotéis pet friendly, que teve alta de 238%. E com foco nesse público, diversos estabelecimentos no Brasil se adaptaram para receber os bichinhos. Voenews

As propriedades Accor terão identificação em todas as áreas pet friendly e também será feito um treinamento para preparar os funcionários para receber os ilustres visitantes de quatro patas.

Os pets alojados nos hotéis da rede receberão um kit de boas-vindas com caminha, almofada de xixi e tigelas de água e comida, que poderão ser usados durante toda a estadia. Dá também para levar pra casa se quiser, mas uma taxa será cobrada e o preço determinado por cada hotel.

“Os animais de estimação são uma parte fundamental da nossa vida e dos nossos clientes”, afirma Roberta Vernaglia, vice-presidente de Marketing e Estratégia Digital da Accor América do Sul.

A rede hoteleira inclui o Pullman Guarulhos, Mercure Times Square e Adagio Moema, Novotel Itu, ibis Curitiba Santa Felicidade, Novotel Leme, ibis Budget Rio de Janeiro Botafogo, Fairmont, MGallery Santa Teresa e ibis Recife Boa Viagem. Para conhecer todos os mais de 300 hotéis da Accor recebendo pets clique aqui.

Podem ficar nos hotéis Accor cães e gatos com até 15 kg, sendo no máximo um por apartamento. Não são aceitos animais silvestres, mas as exceções devem ser tratadas diretamente com o gerente da unidade escolhida.

Algumas regras básicas devem ser seguidas, como sempre que estiver em uma áerea comum (lobby, corredores e elevadores) manter o pet na guia, colo ou caixas/bolsas de transporte.

Além disso, será exigida uma cópia da carteira de vacinação no momento da reserva, e a original deverá ser apresentada no check-in com o comprovante da vacina anti-rábica aplicada há mais de 30 dias e menos de 1 ano.

Antes de viajar com o mascote, é preciso ficar atento às regras e exigências de cada local. “O viajante deve entrar em contato com o hotel, antes do check in, para maiores informações e orientações. Geralmente, os hotéis costumam aceitar apenas um bichinho de estimação por reserva. O tamanho máximo e o pagamento de taxas extras também devem ser verificados”, comenta Carlos Eduardo Pereira, Diretor Executivo do Clube de Turismo Bancorbrás. Além disso, o animal deve estar com uma boa condição de saúde e com a carteira de vacinação em dia.

Lembrando que o tutor é 100% responsável pelo comportamento, bem-estar e higiene do seu animal de estimação durante todo o tempo em que ele estiver hospedado. Lembre-se que o hotel recebe hóspedes com ou sem pets!

Hoteze-se: Remédio caseiro para controle de pulgas, Delegado cachorro., Clínicas gratuita para seus pets, Comedouro para cães e gatos com garrafas PET, Um dia, um ladrão, Virada Animal, MOTORHOME, Lixo! Eu?

Clínicas gratuita para seus pets

A rede do Meu Pet integra também as duas primeiras clínicas do programa já em construção em Araçatuba e Votuporanga, anunciadas em maio e com conclusão prevista para dezembro de 2021. Portal do Governo

O investimento total estimado será de R$ 50 milhões, sendo cerca de R$ 5 milhões por clínica para construção e aquisição de equipamentos e as unidades serão construídas em espaços cedidos por cada prefeitura com estrutura de 480 m², com salas cirúrgicas, de medicação, internação e equipamentos para ofertar atendimento regionalizado aos animais domésticos.

Serão oferecidos serviços gratuitos para cães e gatos, como consultas clínicas, cirurgias, exames de ultrassom, raio-x e endoscopia, laboratório de análise clínicas, setor de urgência e emergência, além dos serviços de vacinação, castração e adoção responsável.

Petsze-se: Delegado cachorro., EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO!, Minhas mãos, não!?!, Na Rússia, os cães atravessam as ruas na faixa de pedestres., Gatoterapia, Remédio caseiro para controle de pulgas

8 cuidados que você precisa ter com os pets durante o outono

O outono se estende de 20 de março a 21 de junho. Com a chegada da estação, “as drásticas mudanças climáticas, como ventos fortes e queda gradual da temperatura, podem impactar negativamente na saúde de cães e gatos, dando início a problemas respiratórios, oftalmológicos e articulares, além do aumento de casos de desidratação e ataques de parasitas, como carrapatos”, afirma Lucas Bonoto, professor do Curso CPT. Pitacos e Achados

Veja os principais cuidados com os pets no outono

– Proteger os pets com agasalhos e roupinhas, principalmente os animais com pelo curto;
– Dar maior atenção aos animais idosos, mais suscetíveis a doenças crônicas nessa época;
– Garantir aos pets um local quente e aconchegante, com cobertores secos e limpos, colocados na caminha onde dormem;
– Manter o local onde os pets dormem, seco e limpo, para evitar o acúmulo de poeira e ácaros;
– Fornecer aos pets água fresca e limpa, à vontade, para mantê-los hidratados;
– Manter os pets bem nutridos, com ração de qualidade, fornecida em porções diárias, conforme o peso dos animais;
– Garantir que o local onde os pets dormem esteja livre de ventos fortes e chuvas.

Umidade do ar – Devido à redução da umidade do ar, é comum surgir problemas respiratórios, pois vírus e bactérias agem nessa época, causando sintomas como tosse, febre, espirro e até falta de apetite. Em casos assim, o ideal é procurar um médico veterinário.

Passeios e caminhadas – Diferente do verão, em que os passeios eram ideais pela manhã e ao fim da tarde, no outono, nesses horários, há ventos gelados e neblina. O recomendável é sair com o pet após as 10h ou antes das 17h, quando a temperatura está mais amena

Hidratação – Com temperaturas mais baixas, os pets tendem a beber menos água. Assim, muitos sofrem de desidratação. Para evitar a situação, pode-se oferecer alimentos com maior teor de água, como melão e melancia, e sempre deixar água fresca e limpa disponível.

Osteoartrose – Doenças crônicas nas articulações têm os sintomas acentuados no outono e ainda mais no inverno. A Osteoartrose é notada pelo tutor quando o pet demonstra dor na região da coluna e um médico veterinário precisa ser consultado.

Imunização – Para cães, as vacinas mais recomendadas são contra Cinomose e Bordetella, que afetam o sistema respiratório. Para os gatos, vacinas contra Calicivirose Felina, Rinotraqueíte Infecciosa Felina e Clamidiose, sempre com acompanhamento veterinário.

Higienização dos olhos – Com o clima mais seco, a lubrificação dos olhos dos pets é reduzida, o que os torna mais vulneráveis à bactérias e vírus oculares, em especial animais com olhos protuberantes, como os cães da raça pug. Com ajuda de um profissional, pode-se usar um colírio adequado para a limpeza e hidratação.

Parasitas – Como o solo fica mais seco, é comum o aumento populacional de carrapatos e pulgas, com isso não expor os pets a áreas de capim, mato e locais focos de parasitas é o recomendado.

Bem-estar – Em como todas as estações do ano, é preciso manter o local onde o pet dorme seco e limpo, para evitar o acúmulo de poeira e ácaros, assim como proporcionar um local livre de ventos fortes e chuvas, com cobertores secos e limpos. Para os animais com pelo curto, o ideal é usar agasalhos e roupinhas para proteção. (Com informações do Agrosolo e Granvitapet).

Petze-se: Comedouro para cães e gatos com garrafas PET, Tapetes do fundo do mar e reflexão sobre preservação dos oceanos, I, pet goat II, Apps que cuidam do seu pet, Petecaixa, Pet é tudo de bom, Esse alguém é você!

Doggie Language

linguagem-secreta-dos-caes-se-os-caes-pudessem-falar-1

Infelizmente, alguns humanos não conseguem nos entender, enquanto que outros, como por exemplo, minha dona e alguns de seus amigos, conseguem facilmente. Mas por que eles conseguem e os demais não? Simples, eles sempre prestam atenção em nossas expressões ou como nos expressamos. CãoFalante – Se os Cães Pudessem Falar

Todo comportamento social envolve comunicação, que é a transferência de informação de um animal para outro por meio de sinais que evoluíram para esta função. Ethos Animal

Pessoas ao redor do mundo definiriam os grunhidos, uivos, latidos, ganidos, coaxados, chiados, pios e balidos dos animais em seu idioma natal, as onomatopeias respeitam as regras gramaticais e ortográficas de cada idioma. Quando os sons não correspondem a palavras que existem nas línguas, o jeito é improvisar inventando termos. Karin Hueck – The British Library

Nos cães são 3 os métodos de comunicação:

  • Auditivo
  • Visual
  • Olfatório

cauda_12

Cães latem para chamar a atenção, para responder a outros cachorros, indicar que estão felizes e para alertar humanos sobre algum problema, se comunicam usando comandos verbais, linguagem corporal e expressões faciais. GeraçãoPet

calm

Homem e animal se comunicam de maneira não-verbal. Okamix

linguagem-corporal-dos-caes-cachorros-facial-verbal-fotos-imagens

Alguns comportamentos gestuais dos bichinhos de estimação podem expressar necessidades, pedidos e alertas. Especialistas em psicologia canina e adestramento de animais investigam o comportamento canino a fim de desvendar as causas de determinadas atitudes dos cãezinhos, por meio de diversos estudos e análises, percebeu-se alguns hábitos mais comuns dos cachorros para que você entenda um pouco mais do que o seu fiel companheiro tem a dizer em alguns momentos. 9dades

dog_body_language-500jpg_0

With practice and given time, you should find yourself able to communicate with your dog with a more enriched and sophisticated vocabulary. This will benefit both you and your dog and will result in a stronger bond and understanding of each others needs. Stan Rawlinson – Doglistener

linguagem-canina-filhote-canil-cachorro-cachorrinho-planeta-filhotes-33-300x284

A comunicação canina é tão complicada como a multiplicidade de variáveis que entra em qualquer forma de comunicação. Tal como o sentido das nossas palavras pode variar dependendo do tom, do stress vocal, da linguagem corporal ou de outros factores, os cães comunicam através de sinais que têm multiplos significados, que variam rapidamente e que são específicos para cada situação”. Dog Tips From DogTown: A Relationship Manual for You and Your Dog – Doglink

Enxergue mais: APPS QUE CUIDAM DO SEU PETNATAL COM A CONSCIÊNCIA TRANQUILA!, , HABITAT IIIEVOLUIMOS?PANICATPRIVATIZAÇÃO DE PARQUESNAARA BEAUTY DRINK!!!PLANKTON INVASIONEMVBE MY EYES APPINSTANTLY AGELESS ™THE STREET STOREÍNDIO EDUCALIXO! EU?VIDACELL®CÃO NOSSOVLIBRASEMDRIVE – O MOTOR IMPOSSÍVELRESERVE™NA ESTRADA HAVIA UMA PEDRAWIKIAVESSE SENTINDO SÓ? ANÚNCIOS DE SOLTEIROS.

MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃES

Morador de rua cuida de 10 cães

Rogério é um morador de rua que vive numa carroça coberta com 10 cães, entre eles, alguns encontrados em condições extremas – espancados pelos antigos donos, jogados pela janela de um caminhão, doentes, abandonados e esfomeados, largados ao léu, amarrados em  postes etc. 

Vive de doações de ração, remédio e comida. Os cães são muito bem tratados, mas dependem do amor e do carinho que o Rogério tem por eles, e da caridade daqueles que o conhecem e admiram.

Ele fica próximo a pontos de ônibus na avenida Georges Corbusier, após a rua Jequitibás (região do Jabaquara, em São Paulo), os cães não atrapalham ninguém, são super-educados e simpáticos (todos castrado(a)s) e passam boa parte do dia dentro da carroça.

Ele é muito querido pelos comerciantes da região, mas o problema é durante a madrugada, quando bêbados no volante, e garotos usuários de droga na região, tem sido uma constante ameaça. Rogério já foi espancado por jovens drogados e chegaram a jogar álcool nele enquanto dormia com os cães dentro da carroça, por sorte não tiveram tempo de acender o fósforo, pois um dos cães latiu e o avisou do perigo. 
                  
Ele é um exemplo de como uma pessoa pode se doar. Alguém na condição dele, poderia ter escolhido outros caminhos, mas Rogério demonstrou coragem e decidiu perseverar. Além de ser uma pessoa de muito valor, faz caridade prá deixar muito bacana por aí no chinelo. Sua presença ilumina os lugares por onde passa, mas ele já está cansado e também não é mais tão jovem assim.
Assim, é diante de tudo isso peço que ajudem a divulgar esta história para que o Rogério possa conseguir uma oportunidade que lhe propicie melhores condições de moradia e de vida, em qualquer cidade, para que ele possa cuidar não somente dos seus, mas de outros tantos cães abandonados por esse Brasil, e que precisam de muitos cuidados e de carinho. Já lhe ofereceram abrigo, mas desde que os cães ficassem para trás, e o Rogério recusou, pois para ele, estes cães são como filhos; são sua familia.
                                                                                        
Outro dia ele estava levando todos os cães para um pet shop para tomar banho – eram 11 cachorrinhos felizes – eram originalmente 10, mas agora apareceu mais um, um fox paulistinha que eu não conheci porque no momento que conversamos estava no banho. Ele disse que havia passado remédio contra pulgas nos cachorros, e que o tal remédio é meio melado, e então teve que dar banho em toda a tropa. Perguntei quanto ele iria gastar para dar banho em toda aquela tropa de cachorros,  e ele, sorrindo como sempre, disse que a moça do pet shop o ajudava e não cobrava nada. Santa alma! Aí eu perguntei a ele – e você? Onde toma banho? E ele me respondeu que tomava banho no posto de gasolina da esquina, banho frio, gelado mesmo. Disse que como era nordestino, estava acostumado.

As vezes faltam palavras que possam definir a grandeza de uma alma como esta, que mesmo não tendo quase nada para si, dá o pouco que tem para minorar o sofrimento desses pobres animais de rua. Muito mais importante dos que as aparências, a riqueza, e o poder ostentado pelas pessoas, são suas atitudes e seus valores éticos e espirituais.

São muitas as agressões que ele e os cachorros vêm sofrendo, e que vão desde assalto e espancamento, até atentados contra a  vida como esfaqueamento e atropelamento. Enfim, é muito sofrimento para alguém que luta tanto. Na região todos o conhecem e apreciam, tanto que na última vez que uma turma veio bater nele porque queriam roubar suas coisas, o dono de um bar próximo saiu para enfrentar os safados e começou a dar tiros, colocando todos em fuga. Assim, mesmo, o Rogério passou dois dias no hospital por conta dos machucados recebidos, e se não fosse pela intervenção do dono do bar, os cachorros já seriam órfãos.

Veja também: ANDA, Remédio caseiro para controle de pulgas, , Pet é tudo de bom, Repelente de pescador, Se sentindo só? Anúncios de solteiros., Pegadas na areia, A importância do cafezinho, V de vingança