Candelária

“Mais fácil matar do que cuidar”, diz sobrevivente do Massacre da Candelária
Wagner Santos é pessimista em relação à violência nas periferias e alerta para as chacinas que continuam acontecendo no país. Candelária

Wagner Santos é o único sobrevivente de uma das maiores tragédias da história recente do Brasil, o Massacre da Candelária. Nesta terça-feira (23), quando o episódio completa 20 anos, ele enviou uma carta aos governantes brasileiros na qual pede que as autoridades pensem sobre a repetição de atos de violência policial no país. O documento foi escrito em Genebra, onde Santos vive desde 1996, após sofrer ameaças de morte no Brasil.
bus174

Nem a Chacina da Candelária nem o desaparecimento forçado de Amarildo começaram ou terminaram com essa política destinadas aos pobres e negros que finda na cadeia, no cemitério ou em alguma área empobrecida sitiada por militares. Justiça Global
onibus-174-2

Veja também: Cadê os Amarildos?, Oitavo Anjo, Liberdade de expressão, Makota Valdina, Coleira para crianças, absurdo?, Fair Play, Pica pau retardado!!!, The Truman Show, X-Maus, Assédio moral (bullying, manipulação perversa, terrorismo psicológico)., Consulta CPF, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Instituto Alana, Minha Alma (A Paz Que Eu Nao Quero), Um Monte de mentiras, Trator, Halloween Saci!, Bicicleta emprestada!, O que, de quem?, Candidato Caô Caô, Urna fraudetrônica, Casa da árvore, Individualidade fugaz, Desinfetante ecológico, Compartilhe, PARE ou DIMINUA?, Convite à Filosofia, 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Porquê eu quis?

PARE ou DIMINUA?

Um advogado dirigia distraído quando, num sinal de PARE, passa sem parar, em frente a uma viatura do BOPE.
Policial: – Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
Advogado: – Mas por que, policial?
Policial: – Não parou no sinal de PARE, ali atrás.
Advogado: – Eu diminui e como não vinha ninguém…
Policial: – Exato… Documento do carro e habilitação.
Advogado: – Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
Policial: – A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE, deve-se parar completamente. Documento e habilitação.
Advogado: – Ou não, policial. Eu sou advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte: Se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar, eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.
Policial: – Positivo, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Sr. Advogado? O advogado desce e então os integrantes do BOPE baixam o cacete, soco pra tudo quanto é lado, tapa, botinada… O advogado grita por socorro, e implora para pararem.
E o policial pergunta: – Quer que a gente PARE ou DIMINUA?
Advogado: – PARE!… PARE!… PARE!…
Policial: – Positivo… Documento e habilitação!

Veja também: Amigos do Freud, Advogados, Trânsito, amigo!, Monte seu Fusca, Incêndio, apenas 4° andar é salvo., A culpa é de quem!, Brasileiro Reclama De Quê?, 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Ficha Limpa!!!