Ursos-d’água

O tardígrado é conhecido como o animal mais resistente do mundo, os animais sobrevivem a ebulição, congelamento e radiação. Um gene específico é responsável por toda essa resistência e no futuro, ele poderá ser usado para proteger células humanas.

Elefantes, Dragões de Komodo, rinocerontes, búfalos! Que nada! O adulto dos tardígradas só tem 1,5 mm, mas pode ser até menor. São conhecidos  também como “ursinhos d’agua”. 

 

Esse bicho é tipo um inimigo do Goku na vida real. AhNegao!

Podem ser encontrados em qualquer parte do planeta, desde o fundo do mar, até o topo do Himalaia, costumam viver entre musgo e líquen, alimentando-se de bactérias e nematoides presentes nestes, utiliza-se de um par de “estiletes” em sua boca para cortar as células destas plantas para conseguir seu alimento. Os Fantasticos Animais do Planeta

A grande questão é: sendo a evolução o resultado de uma seleção imposta pelo ambiente, por que esse animal resiste a temperaturas e situações que não existem aqui na Terra? Mundo estranho

Enxergue mais: THE X-FILESL7A TERRA A GASTAREDUFINNAARA BEAUTY DRINK!!!PLANKTON INVASIONDESENHO DE CRIANÇAEMVLICITAÇÕESBE MY EYES APPINSTANTLY AGELESS ™MORADOR DE RUA CUIDA DE 11 CÃESECONOMIA DE MERCADOPOR QUE CONSTRUIR UMA POLÍTICA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E CULTURA DE PAZ PARA A CIDADE DE SÃO PAULO?VIDACELL®JUIZ, MAS NÃO DEUS!VLIBRASOITAVO ANJORESERVE™O BRASIL CORRE O RISCO DE PERDER ATÉ 60 DIFERENTES LÍNGUAS INDÍGENASTI-AMAT

Café com Dengue.

Café no combate à dengue.

A bióloga Alessandra Laranja, do Instituto de Biociências da UNESP, durante a pesquisa de mestrado, descobriu que a borra de café produz um efeito que bloqueia a postura e desenvolvimento do AEDES AEGYPTI (DENGUE).

O mosquito pode ser combatido colocando-se borra de café nos pratinhos de coleta de água dos vasos, nos pratos dos xaxins, dentro das folhas das bromélias… e o café que é produzido todos os dias, em praticamente todas as casas, o custo é Zero. O único trabalho é o de colocá-la nas plantas, e jogá-la sobre o solo do jardim e quintal.

Os especialistas em saúde pública, entre elas médicos sanitaristas estão saudando a descoberta de Alessandra, uma vez que, além da ameaça da dengue tipo 3, possível de acontecer devido às fortes tempestades de final de ano, ainda surge outra ameaça proveniente do exterior: a dengue tipo 4.

Conforme explica a bióloga, 500 microgramas de cafeína por mililitro de água bloqueia o desenvolvimento da larva no segundo, de seus quatro estágios e reduz o tempo de vida dos mosquitos adultos. Em seu estudo ela demonstrou que a cafeína da borra de café altera as enzimas ESTERASES responsáveis por processos fisiológicos fundamentais com o metabolismo hormonal.

A solução com cafeína pode ser feita com 2 colheres de sopa de borra de café para cada meio copo de água o que facilitaria o uso pela população de baixa renda e pode ser aplicada em pratos. O mosquito se desenvolve até mesmo na película fina de água que às vezes se forma sobre a terra endurecida dos prédios e hortas, e de outros recipientes com água parada (pneus, latas, caixas d’água etc.)

“A borra não precisa ser diluída em água para ser usada” – diz a bióloga.”

Pode ser colocada diretamente nos recipientes, já que a água que escorre depois de regar as plantas, dilui as borras . Ela sugere, enfim, que a borra de café passe a ser usada, também como um adubo ecologicamente correto. Atualmente, o método usado no combate à dengue é altamente tóxico para homens, animais e plantas.


Veja também: Floreira, Remédio caseiro para controle de pulgas, Veneno ecológico para matar ratos., Higienização de Caixa de Água, Desinfetante ecológico., Alzheimer, Contra todos os males