OS ETERNOS DA MARVEL ESTÃO NA BÍBLIA

OS ETERNOS DA MARVEL ESTÃO NA BÍBLIAMundo Cópia

Seres celestiais vistos e adorados como deuses vêm ao mundo dos humanos, há milhares de anos, trazendo consigo conhecimento, tecnologia e até desenvolvendo uma “raça superior”.

Marvel? Não, tô falando de Bíblia e literatura judaica.

A trama mistura referências ao livro de Gênesis, da Bíblia, e à obra “ERAM OS DEUSES ASTRONAUTAS?”, de Erich von Däniken, para contar a história dos Eternos, seres quase invencíveis criados pelos Celestiais, divindades por trás de toda a criação do universo, para caçarem os Deviantes, criaturas que se espalharam pela terra ainda na aurora do homem. A Hora

Dirigido por Chloé Zhao, vencedora do Oscar por “Nomadland”, o filme conta com elenco de peso – a equipe de dez eternos é liderada por nomes como Angelina Jolie (Thena), Salma Hayek (Ajak) e Richard Madden (Ikaris), de “Game of Thrones” – e aproveita o fato de que, ainda que importantes para as histórias em quadrinhos, os personagens são poucos conhecidos pelo grande público para realizar mudanças que contribuem com a história.

Na comparação com o material original, há diversas mudanças de gênero e de etnia que colaboram muito para o resultado final e o objetivo apresentado desde o início: construir uma jornada de desconstrução religiosa.

Por estarem na terra há mais de sete mil anos, estas divindades estão diretamente relacionadas com os eventos da história. Além, é claro, que a própria dinâmica entre Eternos e Deviantes ser uma clara referência ao duelo entre anjos e demônios proposto pela tradição judaico-cristã.

Eterneze-se: Multiverso MARVEL, Marvel, Aquaman é Indígena, 20 comics para quem entende a loucura do mundo de hoje, Thomas Malthus ou Thanos

Dia do Anjo da Guarda

A palavra anjo significa: “enviado, mensageiro divino”. Muitas vezes, encontramos as manifestações dos anjos como missionários de Deus. Canção Nova

Na Bíblia essa palavra traduz principalmente o grego aggelos, que por sua vez traduz o hebraico mala’k. No original, normalmente esses termos se referem a seres celestiais, mas algumas vezes também podem se referir a mensageiros humanos. Daniel Conegero – Estilo Adoração

Outra palavra grega utilizada para se referir aos anjos é pneumata, que significa “espíritos”. Essa palavra designa principalmente os anjos caídos na expressão “espíritos imundos” (Mateus 12:43; Lucas 4:36; Atos 8:7); mas na Epístola aos Hebreus essa palavra se refere aos anjos de Deus como “espíritos ministradores”. Os gregos archai e exouxiai, “principados e potestades”, também são utilizados para se referir aos anjos maus e aos anjos de Deus, dependendo do contexto.

A partir do século XVII, a propagação da devoção popular aumentou e o Papa Paulo V inseriu a festa dos Anjos da Guarda no calendário. Holyart

Na Inglaterra, desde o ano 800, acontecia uma festa dedicada aos Anjos da Guarda; e, a partir do ano 1111, surgiu uma linda oração (apresentada a seguir). Da Inglaterra essa festa se estendeu de maneira universal, depois do ano 1608, por iniciativa do Sumo Pontífice da época.

De acordo com a tradição cristã, cada um de nós tem um Anjo da Guarda, que nos acompanha desde o momento do nascimento até o momento da morte, permanecendo ao nosso lado em todos os momentos da sua vida. A ideia de um espírito, de uma entidade sobrenatural que acompanha e vigia todo o ser humano já estava presente noutras religiões e na filosofia grega.

Os anjos são seres espirituais, o que significa que eles não possuem corpo. Mas às vezes os anjos também podem se manifestar de forma visível, inclusive de modo semelhante à forma física humana (Gênesis 18:2-19:22; João 20:12,13; Atos 12:7-10).

A Bíblia também indica que os anjos estão organizados em diferentes classes. Essas classes são mencionadas nos textos bíblicos da seguinte forma:

  • Querubins: aparecem diversas vezes nos textos bíblicos como anjos protetores (cf. Gênesis 3:24). Em harmonia com esse sentido de proteção, sobre a Arca da Aliança havia imagens de querubins (Êxodo 25:20; 37:9).

O nome em Hebraico é כרוב – keruv ou karav – O plural כְּרֻבִים (Queruvim – Querubim), a raiz primitiva da palavra é karav, que pode significar “aquele que cultiva“. Estudos de Deus

  • Serafins: são mencionados como sendo anjos dedicados à adoração constante ao Senhor (Isaías 6:2,6):

O nome serafim em hebraico é שְׂרָפִים e a transliteração é “Serafim” e do grego, séraph, que significam “abrasar, queimar, consumir“.

A raiz da palavra é שָׂרֹף (sarof) que significa: queimar, incendiar, cauterizar. Também foram chamados de ardentes ou de serpentes de fogo.

  • Arcanjo: apenas Miguel é mencionado na Bíblia pertencente a esta classe. Nitidamente o arcanjo parece ser um anjo poderoso e que possui uma função de liderança entre os demais (cf. Apocalipse 12:7).

O nome de arcanjo vem do grego αρχάγγελος, arkangélos, que significa “anjo principal” ou “chefe”, pela combinação de archō, o primeiro ou principal governante, e άγγελος, aggělǒs, que quer dizer “mensageiro”.

  • Outros anjos: a Bíblia menciona a existência e a atuação de muitos outros anjos. Esses anjos estão organizados numa hierarquia, mas a Bíblia não fala muito sobre isto. O Novo Testamento inclusive usa a expressão “principados e potestades” para indicar as diferentes classes de anjos, tanto entre os anjos de Deus quanto entre os anjos caídos (cf. Efésios 3.10; 6:12; Colossenses 1.16; 2:13; 1 Pedro 3.22).

Confira a seguir alguns nomes de anjos ou seres divinizados presentes no imaginário popular de alguns povos:

  • Fadas
    • Folclore europeu – São criaturas míticas presentes em literaturas e contos orais germânicos, célticos, eslavos e outros que passaram a compor o imaginário ocidental e oriental. Fazem parte de uma coleção de crenças populares em divindades mágicas que guardam ou assombram pessoas e lugares específicos. A fada madrinha era semelhante ao anjo da guarda que tinha por função proteger seus afilhados.
  • Hermes
    • Mitologia grega – É o deus mensageiro e irreverente. Filho de Zeus e da ninfa Maia, Hermes tinha asas nas sandálias que facilitava seu deslocamento para realizar as suas tarefas e entregar mensagens entre os deuses gregos.
  • Mercúrio
    • Mitologia Romana – É o deus do comércio e também o mensageiro entre os deuses romanos. Sofreu sincretismo com o deus grego Hermes quando a Grécia foi conquistada pelo império romano.
  • Eros
    • Mitologia grega – É o deus do amor erótico e da paixão, filho da deusa Afrodite. É representado como um rapaz nu com asas que saiam dos ombros. Depois da conquista romana, sofreu sincretismo com o conhecido Cupido, o deus romano do amor erótico que se diverte atirando flechas invisíveis para promover romances.
  • Thor
    • Mitologia Nórdica – É uma divindade forte, filho do deus germânico Odin e da deusa Jord. Thor era o deus das guerras, dos trovões e tempestades. Este valente guerreiro usa um martelo como principal arma e está associado à ideia de proteção dos mortais.
  • Valquírias
    • Mitologia Nórdica – Essas divindades eram filhas do deus Odin e da deusa Frigga. Segundo o mito, essas deusas decidiam quem morreria. Depois apareciam para recolher os corpos dos valentes que morriam no campo de batalha para serem levados para o palácio de Valhalla, onde estes aguardaria para lutar na batalha final ao lado de Odin.
  • Peri
    • Mitologia turca – Entidade divina que atua ora como agente do bem ora do mal. São típicos seres alados, radiantes e altos. Semelhantes à fadas boas ou a espíritos malignos, que por vezes visitam o reino dos mortais – Irchi é um tipo desses seres no folclore turco que têm olhos de fogo, que fazem bem ou mal aos humanos.
  • Rafael
    • tradições judaico-cristãs – O nome desse anjo é conhecido na tradição católica romana e ortodoxa como o anjo da cura. Aparece em alguns textos hebraicos apócrifos (como o livro de Tobias, p.ex.) sendo considerado o anjo que ministra a cura de Deus. Segundo essa literatura, o anjo Rafael ajudou o jovem Tobias numa viagem dando-lhe o livramento da morte e ensinou-o como deveria curar seu pai da cegueira. A tradição católica romana adotou essa tradição ao acrescentar o livro de Tobias na tradução junto dos livros canônicos da Bíblia.
  • Jeremiel
    • tradições judaico-cristãs – O nome desse anjo aparece no 2º livro de Esdras. Este livro apócrifo é reconhecido apenas pelos cristãos ortodoxos. Segundo esse texto não inspirado, Jeremiel tinha o dever de guardar o Sheol ou Hades, o abismo e o conhecido “Seio de Abraão”, onde as almas justas aguardavam pelo Senhor. Não há nenhuma fundamentação bíblica para essas informações.
  • Fanuel
    • Tradições judaicas – Este é o nome dado ao quarto anjo ouvido no Livro apócrifo de Enoque. Seu nome significa “a face de Deus” e seria aquele que tem domínio sobre a esperança de arrependimento de quem irá herdar a vida eterna. Mas sabemos que é Cristo quem tem autoridade sobre os que hão de herdar a salvação. É considerado um dos arcanjos que irá tocar a 7ª trombeta. A Bíblia Sagrada só diz o nome de um arcanjo, Miguel, e não diz o nome dos anjos que irão tocar as trombetas.
  • Uriel
    • Tradições judaicas – Considerado o anjo da iluminação, seu nome significa fogo, ou “Chama de Deus”. Aparece nos livros apócrifos de Enoque e 2º livro de Esdras, onde é sugerido que seja este quem terá instruído Esdras na sua obra; também acredita-se que seja este anjo quem lutou com Jacó; também aquele que anunciou o dilúvio a Noé entre outras atuações. Mas nada disso pode ser confirmado pela Bíblia.

Em muitas outras tradições e religiões são encontradas referências de tipos de anjos, com nomes e reputação já popularizados. Mas, quase sempre sofrem variações, consoante a linha ou registro cultural. De forma geral, esses relatos não podem ter sua veracidade confirmada.

Anze-se: Rússia, Anunnakis e Anjos Caídos, Papas Reformadores, Observação de aves: torres abrigos e mobiliário de apoio, Maior biblioteca de magia e ocultismo do mundo digitaliza seu acervo, Sea angels, O Anjo de Auschwitz

Mandrágora

Los poderes de la Mandrágora – Criaturas Legendarias. Canal HISTORIA

Cultive sua Mandrágora de verdade!- DIY HARRY POTTER

Nome científico: Mandragora officinarum; Família: Solanaceae (batata).

O uso da raiz da mandrágora é muito antigo. Na Bíblia, em textos do antigo testamento (no livro do Gênesis e no Cântico dos Cânticos), é citado em Genesis 30:14 e Cantares 7:13. Sandra Rivetti – Jardim Cor

Desde tempos remotos usa-se a mandrágora para os mais diversos fins; dizem que ela possui qualidades de natureza medicinal e, tanto médicos como curandeiros, a recomendavam principalmente como analgésico e narcótico. Mas seu uso ia muito mais além, pois acreditava-se que ela era afrodisíaca e alucinógena. Vale do Mago

Era muito utilizada pelos antigos romanos como anestésico em suas cirurgias, mas em tempos medievais poucos a utilizavam por ser considerada uma planta de mau agouro.

Na Idade Média, acreditava-se que devia ser colhida somente em noite de lua cheia e arrancada da terra por um cão preto, pois se outro animal ou pessoa o fizesse, a raiz gritaria tão alto, que provocaria a morte.

As mandrágoras fazem parte do currículo de Herbologia do segundo ano da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. No ano letivo 1992-1993, o crescimento das mandrágoras da escola serviu para fazer uma poção restaurativa para reviver as vítimas de petrificação após a re-abertura da Câmara Secreta. Harry Potter Wiki

Durante a Batalha de Hogwarts, a Professora SproutNeville Longbottom e outros estudantes lançaram mandrágoras sobre as ameias do Castelo para atacar os Comensais da Morte.

Sempre que desenterrada, a raiz grita. O grito de uma mandrágora madura matará qualquer pessoa que o ouça, mas os gritos de uma mandrágora jovem normalmente só farão a pessoa desmaiar por algumas horas. Para estudá-las em Herbologia, a professora Pomona Sprout pede a seus alunos que usem abafadores para proteger seus ouvidos dos gritos. O grito de uma mandrágora é muito parecido com (se não o mesmo que) um grito de banshee, que também é fatal.

Entre as páginas do livro “Harry Potter e a Câmara dos Segredos”, de J.K.Rowling e de obras como “Romeu e Julieta” de William Shakespeare ou até em imagens de filmes como “Labirinto de Fauno”, de Guillermo Del Toro, a mandrágora está presente e desperta curiosidade em quem a vê.  Renata SilvaCiência 2.0

“A mandrágora é uma planta perene e que tem uma grande raiz principal, bifurcada e muito ramificada e que por vezes adquire a forma humana. As folhas têm 30 centímetros e são verde-escuras, ovadas, basais e as flores são de cor amarela ou púrpura”, explicou Carla Lixa, professora de Biologia. Os frutos por ela originados são carnosos e de cor amarela, sendo aromáticos e tóxicos. Foram apelidados pelos árabes como “as maçãs do diabo”, por terem propriedades consideradas afrodisíacas.

A mandrágora, planta que tem várias espécies e não apenas a referida, pertence à família botânica Solanaceae, é conhecida na história de várias civilizações por diversos nomes. A sua nomeclatura foi evoluindo ao longo dos anos, até que o nome científico que conhecemos hoje – Mandragora officinarum L. – foi dado pelo botânico sueco Carl von Linné (em Português, Carlos Lineu), criador da chamada nomenclatura binomial.

Há dois gêneros de plantas de nome “mandrágora” que são bem distintas e de famílias diferentes. Uma é parente do tomate e é considerada a verdadeiraTrata-se da Mandragora officinalis ; possui flores roxas e suas folhas se assemelham às da tançagem. A outra (Bryonia dioica) é parente da abóbora e possui as folhas em forma de palma; tem flores brancas e pequenos frutos vermelhos; é também conhecida como “Nabo-do-diabo”.

O nome mais abrangente desta planta, de acordo com o trabalho de Carla Lixa, provém do inglês, “mandrake”, ou seja, por um lado homem, devido à raiz que parece ter uma forma humana, por outro o “drake”, derivado de dragão, que faz alusão aos poderes mágicos.

Acreditava-se que a mandrágora tinha poderes mágicos, tendo sido associada muitas vezes a rituais de bruxaria, e que servia como tratamento, por exemplo, para a infertilidade. Ao longo de vários séculos, autores clássicos, como Sócrates, Demóstenes, Macróbio e Teodoreto, escreveram sobre as propriedades soníferas e anestésicas desta planta.

Mandrágora

De acordo com Rubim Almeida, docente de Biologia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, consultado pelo Ciência 2.0, todas as mandrágoras “contêm alcaloídes (atropina, escopolamina, etc) que provocam delírios e outros efeitos hipnóticos e depressivos que podem causar muitos outros sintomas como bradicardia, delírios, vómitos e morte”.

No jardim de plantas mágicas e medicinais da Europa medieval do Cloisters, a filial do Museu Metropolitan à beira do Rio Hudson, no extremo norte de Nova York, reluzia a estrela em questão: a mandrágora. Marcelo Marthe – veja

Devido às dificuldades em encontrar mandrágoras em países fora da Europa, quando se trata de fins mágicos, utiliza-se, ao invés delas, o gengibre ou o ginseng. Ambas raízes também têm aspectos que se assemelham a um ser humano (antropomorfismo), com a vantagem de não serem venenosas.

Talvez, na Idade Média, onde as matas europeias eram mais densas, fosse mais fácil encontra-las na natureza. Hoje é realmente algo raro de se ver.

Teofrasto, filósofo grego que escreveu o primeiro tratado sobre plantas, contou, no livro “Enquiry Into Plants II” a história da lenda das mandrágoras que passamos a citar: “O herborista só o poderia fazer à noite. Primeiro, teria de se inclinar em direção do sol poente e homenagear as divindades infernais, isto é, as forças telúricas. O produtor deveria desenhar três círculos ao redor da planta com a sua espada de ferro virgem. Então, de frente para o oeste para evitar feitiços, ele deveria cortar porções das raízes secundárias. Em seguida, não deveria proceder pessoalmente à colheita pois, no momento em que era arrancada, a planta lançava um grito que matava ou enlouquecia aquele que o ouvisse. Por isso, depois de ter cuidadosamente tapado os ouvidos com cera, o herborista amarrava um cão à planta e atirava-lhe um pedaço de carne um pouco além do seu alcance. O cão corria e caía morto. Mas a mandrágora estava arrancada. Uma colheita tão perigosa merecia uma grande retribuição. Mas que importância tinha, já que a mandrágora reembolsava largamente seu comprador. Bastava fechá-la num cofre para que ela dobrasse o número de moedas que ele continha”.

 Jesse e Katherine Oldfield resolveram fazer um ensaio newborn do filho Theodore baseado em Harry Potter e a Câmara Secreta 

Jesse e Katherine Oldfield são moradores de Oregon, nos Estados Unidos, e grandes fãs de Harry Potter. Quando o primeiro filho do casal nasceu, Sebastian, ele teve um ensaio de fotos em que aparecia como o bruxo em um cemitério e foi um sucesso absoluto. NATHALIA SALVADOvírgula

Por isso, quando Theodore nasceu, eles decidiram fazer exatamente a mesma coisa. Inspirado na cena de Harry Potter e a Câmara Secreta, o bebê recém-nascido aparece como uma mandrágora chorosa, enquanto é observado por seu irmão mais velho.

Mandragoze-se: O colírio de Bald, poção de bruxa!, 4 receitas de bebidas que ajudam você a perder peso, Beterraba, Farmácia nunca mais, Ervas, chás e sucos para limpeza natural dos rins, 19 ervas medicinais, O Mundo Vegetal e as constelações, FAKE X DISCERNIMENTO e CARTA 7 de Platão, DENTE DE LEÃO, Cerveja Amanteigada de “Harry Potter “

2 Coríntios 4: 7-9

Porque nós somos tão tensas nós somos como um barro para que fique claro que o poder supremo é um Deus e não um nós. Muitas vezes ficamos aflitos, mas não somos derrotados. Muitas vezes ficamos em dúvida, mas nunca ficamos desesperados. Veja muitos inimigos, mas nunca nos falta um amigo. As vezes somos gravemente feridos, mas não somos destruídos. NTLH

Editado via celular

Livro de Jó

A data e o autor do livro de Jó são desconhecidos, foi escrito antes do tempo de Jesus e provavelmente antes do exílio na Babilônia. Respostas Bíblicas

Depois que Jó orou por seus amigos, o Senhor o tornou novamente próspero e lhe deu em dobro tudo o que tinha antes. Jó 42:10Bibliaon

Mude conceitos, você pode e deve: INSTITUTO ALANA, INSTANTLY AGELESS ™, Meditação em 1 minuto, Rockefeller, Humans, UNIVERSIDADES DO MUNDO, ERAM OS DEUSES ASTRONAUTAS??, EU SOU O MEU DEUS., SENSE8, 10 MITOS QUE EXISTIRAM NO MUNDO REAL, MINHA CRENÇA MORTA, THE METROPOLITAN MUSEUM OF ART, MUSEU VIRTUAL

Rivers Of Babylon by Boney M.

Boney M – Rivers of Babylon – 1978 (Audio Original Stereo, Video Editado)

Rivers of Babylon é uma canção gravada por Brent Dowe e Trevor McNaughton da banda The Melodians em 1972. Foi popularizada por um cover em 1978 por Boney M. cover version. A versão original dos The Melodians apareceu na banda sonora do filme de 1972, The Harder They Come. A canção é baseada no Salmo 137 da Bíblia, um hino que expressa o lamento do povo judeu no exílio, após a conquista de Jerusalém em 586 a.C.. Os rios da Babilónia que são referidos na canção são o rio Eufrates, seus afluentes, e o rio Tigre. A canção também possui fragmentos literais do Salmo 19:14.

Rivers Of Babylon – Boney M. letras.mus

By the rivers of Babylon, there we sat down
Ye-eah we wept, when we remembered Zion

By the rivers of Babylon, there we sat down
Ye-eah we wept, when we remembered Zion

When the wicked
Carried us away in captivity
Required from us a song
Now how shall we sing the lord’s song in a strange land

When the wicked
Carried us away in captivity
Requiering of us a song
Now how shall we sing the lord’s song in a strange land

Let the words of our mouth and the meditations of our heart
Be acceptable in thy sight here tonight

Let the words of our mouth and the meditation of our hearts
Be acceptable in thy sight here tonight

By the rivers of Babylon, there we sat down
Ye-eah we wept, when we remembered zion

By the rivers of babylon, there we sat down
Ye-eah we wept, when we remembered Zion

By the rivers of Babylon (dark tears of Babylon)
There we sat down (you got to sing a song)
Ye-eah we wept, (sing a song of love)
When we remember Zion (yeah, yeah, yeah, yeah, yeah)

By the rivers of Babylon (rough bits of Babylon)
There we sat down (you hear the people cry)
Ye-eah we wept, (they need their God)
When we remember zion. (ooh, have the power)

Composição: Brent Dowe / Frank Farian / George Reyam

Mude conceitos, você pode e deveA MORTE NÃO É NADAluminesce ™PENA DE MORTE#LAS TÉCNICAS #’MINDFULNESS’ AYUDAN AL #ENFERMO MENTAL A SER CONSCIENTE DE SUS #EMOCIONES Y A ESCUCHAR SUS NECESIDADESnaara beauty drink ™FIESTA DE DÍA DE LOS MUERTOSnevoMEDICINAL VIBESBARDO THODOLinstantly ageless ™SISTEMA NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGASvidacell ®GRAFITE SÃO ARTES PÚBLICASreserve ™PHILIP K. DICK

Mulheres ou Bruxas?

ESTUPRO – 

VAI FALTAR PEDRA

DIA DAS BRUXAS

MEMÓRIA

OS PRÓPRIOS DESEJOS

Observe mais: PRIMEIRAS FOTOS ERÓTICAS COLORIDAS DA HUMANIDADELUMINESCE™REVENGE PORN, NAARA BEAUTY DRINK!!!BURGER KING FAZ PIADA DE DIA DAS BRUXASDITADURA DA PROPAGANDA, INSTANTLY AGELESS ™KAY PIKE AND LIANNE MOSELEY, A PROVA DE TUDO!VIDACELL®BORBOLETASPROJETO DIVASRESERVE™JEREMIAS 5JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?NISE – O CORAÇÃO DA LOUCURA

Esses Ateus!!!

24051f1a73d7ccf80aa0e781a6178da9_xl

VOCÊ SABIA? 

b48f2c03bbd159814922841bfb3fe7d7_xl

BILL GATES

15d406f06ce12f2ac57cb5137d1afc69_xl

PEQUENA DIFERENÇA

84c42b9986b8cecdea81ed6abb66c108_xl

AS DEZ SUGESTÕES DO ATEU – ATEA

ateu-2

Nós, do UM CANCERIANO SEM LAR., não somos contra nenhum tipo de religião, ou falta dela. A liberdade de expressão e crença ou não crença é um direito humano.

Observe mais: GRAFITE SÃO ARTES PÚBLICASYES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDEMINHA CRENÇA MORTATERRA OCALUMINESCE™ERA PRA COPA? NÃO VAI SAIR, PARECE.RESERVE™MALDITO HOMEM!NAARA BEAUTY DRINK!!!A TEORIA DE TUDO, JEUNESSE, VERDADE OU MENTIRA?OUTROS VIAJANTES DO TEMPOINSTANTLY AGELESS ™O TEMPO CHEGARÁVIDACELL®ADRIANE GALISTEUCANDIDATO CAÔ CAÔZOOJESUS ERA PERIPATÉTICO.

DEUSES e homens

BIG MAC

36344ca48475f863c1fe44d1c1cfab3f_xl

ODEIO ZEUS

ceec46ac75e6be7f73874fd5573b298d_xl

REGRAS DA BÍBLIA

00c636e00bee0ba03b364841363f738b_xl

A PROVA DO LIVRO

6a3568ec75354456ab1e6b6fc1540ba0_xl

Observe mais: SAUDOSA MALOCAYES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDECOMEÇOU O CARNAVAL!LUMINESCE™QUEM PAGA O CARNAVAL!RESERVE™CARNAVAL É PERFEIÇÃO!, NAARA BEAUTY DRINK!!!LIESAVOCÊ APRENDEU ERRADO NA ESCOLA, INSTANTLY AGELESS ™BRAZILIANIZE YOURSELF!E VOCÊ?VIDACELL®PÁTRIA MADRASTA VILSAMBANDO NO PRECIPÍCIOGRAFITE SÃO ARTES PÚBLICAS

Jeremias 5

Rockefeller

A Comunicação Empresarial surgiu nos Estados Unidos, em 1906. Naquele ano, em Nova Iorque, Ivy Lee decidiu deixar o jornalismo de lado para montar o primeiro escritório de Relações Públicas do mundo, mudou de atividade com o objetivo de recuperar a credibilidade perdida pelo poderoso empresário John D. Rockfeller. Cláudio Amaral

rockefellers_thumb[8]

“Crises são criadas pelos governos para manter as pessoas em um perpétuo estado de desequilíbrio físico, mental e emocional. Confundirão e desmoralizarão à população para evitar que decidam seu próprio destino.”

rockffeler kruschev

Rockefeller, além de um grande filantropo, foi o inventor das Assessorias de Imprensa, tudo isso tinha um grande objetivo, além de “fazer o bem para o próximo”: melhorar sua imagem, corroída por políticas monopolistas detratórias, junto à sociedade. Um Pouco de Prosa

historychannelrockefeller

No dia 20 de abril, na cidade mineira de Ludlow, Colorado, um grupo de pessoas inocentes foram cruelmente assassinadas por seguranças armados que faziam a proteção das minas de carvão. Ao todo, duas mulheres, doze crianças e seis mineiros. Revoltados, mineiros armados destruíram as instalações das minas e o que encontravam pela frente. Mais pessoas viriam a morrer. O levante se prolongou por uma dezena de dias e inflamou a indignação americana. A causa única era que as empresas mineradoras operavam como universos autônomos, com suas próprias leis e polícia. Tudo o que estivesse associado à palavra sindicato era considerado maldito por se constituir numa ameaça à propriedade privada. Francisco Viana

ludlow29

Veja também: Parabéns Nestlé, A onda, Sheherazade e a Secom, Repo man, Pai (de quem) trocinio!, Como a indústria do fumo enganou as pessoas?, O pai da propaganda, The Who – My Generation, Nada se cria, tudo se copia!, Patrocinadores da Copa, Pegadinhas do Marco Civil da Internet

Foi o Dr. Delegado Que Disse

Foi o Dr. Delegado Que Disse – Bezerra da Silva

Foi seu doutor delegado que disse
Ele disse assim, está piorando
Até filho de bacana, hoje em dia está roubando

E na semana passada quase perdi a patente
Só porque grampeei um rapaz boa pinta
Em Copacabana botando pra frente
Deu um flagrante perfeito mais o meu direito foi ao léu
O esperto além de ter a costa quente
Ainda era filho de um coronel

E o comissário do dia disse assim já é demais
Vou sair na capitura desse tal de satanás
O meu livro de ocorrência
A cada dia está aumentando
Eu também prendi um pastor com a Bíblia na mão
Em um supermercado roubando

Bezerra_da_Silva___Intern_1363096036

Veja também: O dízimo da educação!, Vitórias e Conquistas, Candidato Caô Caô, Bike or die!, Verbo morrer, Território, Amigão Vacilão, Só isso!, Justiça de mierda, Dura, O Estado Laico, Arena, Tatu bola, Canceriano Sem Lar