De Brocha Na TV

(Thiago de Souza/Daniel Battistoni) – Blog do Luciano Egidio
Ô todo Pinta…
Não me leve a mal
Tudo bem que está
pintando o carnaval
Mas ninguém mais aguenta ver você
Com esse tanto de brocha na TV
Cidade Cinza não é linda nem feliz
Vão te pixar de péssimo aprendiz
“Eu já te vi de jardineiro
De pintor e de Gari
Só de prefeito, eu confesso
Ainda não vi”

Livros para Colorir

efeitodecores

Os livros de colorir dedicados ao público adulto, me chamaram a atenção por ser uma forma simples de compartilhar arte com todos os tipos de pessoas, de forma “acessível”. Muita gente não pratica arte por si próprio, por preconceito, ou julgamento sobre suas habilidades, coisas que não podem ser relevantes quando tratamos deste tema, pois arte é algo muito subjetivo e todos temos o direito de colocar de forma concreta nossos sentimentos e vivências,daí a arte passa a ser a famosa terapia relaxante, que de forma simples causa um efeito fantástico. BREGORAMAS

vangohdesenho

surubapcolorir

Veja também: ARTE FORA DO MUSEU, SÓ UM GRANDE SUSTO, MAIS UMA VEZ!, SUGESTÃO DE DESINTOXICAÇÃO AYURVÉDICA APÓS OS EXCESSOS., CÂMARADA, DOENÇAS DEGENERATIVAS, CINE BELAS ARTES, MARCHA FÚNEBRE DA ARTE, LIXO OU ARTE?, 7 LIVROS DE FICÇÃO CIENTÍFICA QUE TODO HOMEM DEVERIA LER, ADORO ESSA PARTE DA ANATOMIA FEMIMINA.

Arte Fora do Museu

grafiteearte
Nós da iniciativa Arte Fora do Museu apresentamos este abaixo-assinado em apoio ao projeto de lei nº 840/2013, de autoria do vereador Nabil Bonduki, que garante perante a lei a legitimidade do trabalho artístico que vem sendo desenvolvido nas ruas da cidade.

Já existe uma lei federal que poderia ser levada em conta, mas não é sequer lembrada:

Art. 65 da Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998

Não constitui crime a prática de grafite realizada com o objetivo de valorizar o patrimônio público ou privado mediante manifestação artística, desde que consentida pelo proprietário e, quando couber, pelo locatário ou arrendatário do bem privado e, no caso de bem público, com a autorização do órgão competente e a observância das posturas municipais e das normas editadas pelos órgãos governamentais responsáveis pela preservação e conservação do patrimônio histórico e artístico nacional. (Incluído pela Lei nº 12.408, de 2011)

A lei é bem clara quando diz que não é crime quando o grafite realizado tem o objetivo de valorizar o patrimônio público. Exemplos desta forma de arte modificando para melhor a paisagem de São Paulo não faltam. Alguns viraram inclusive pontos turísticos, como o Buraco da Paulista e imenso painel da entrada da Avenida 23 de Maio. Este painel é tema do documentário Cidade Cinza, que retrata como obras de artistas renomados inclusive no exterior, como osgemeos e Nunca, são apagados sem critério por fiscais da prefeitura.

Veja também: 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Museu Virtual, Os cães, 1984!, Primo rico?, O que te importa?, Catador de ministros, Lixo ou resíduos?, Lixo! Eu?, Halloween Saci!