Como é viver sustentavelmente fora das grandes cidades?

http://wp.me/p7wDST-bvM

Arquiteto cria projeto para mostrar como é viver sustentavelmente fora das grandes cidades

Observe mais: INSTANTLY AGELESS ™SUCOS VERDESVIA LÁCTEA PELO NAVEGADORLUMINESCE™, INSTITUTO ALANAVIDACELL®23ª FEIRA INTERNACIONAL DO COOPERATIVISMO (FEICOOP)4 SINAIS DE QUE VOCÊ E SUA CARREIRA SÃO IDIOTASNAARA BEAUTY DRINK!!!DENTE DE LEÃODOUTOR ESTRANHORESERVE™REPO MANAPPS QUE CUIDAM DO SEU PET

Editado via celular

Nave Tierra

1606205_10152145555174724_704646050_o

 Michael Reynoldsarquiteto impulsionou uma série de iniciativas experimentais em todo o mundo, promovendo um novo tipo de arquitetura baseada na reciclagem e na autossuficiência. Cinema e Arquitetura: “Garbage Warrior”. José Tomás Franco – ArchDaily

5

O projeto “Tol-Haru, la Nave Tierra del Fin del Mundo”Ushuaia, Argentina (terreno doado pelo Município) – está sendo completamente construído com materiais reciclados e poderá gerar energia através dos ventos e do sol para seu próprio aquecimento e resfriamento, além de reutilizar a água da chuva e reciclar seus próprios resíduos.  – ArchDaily

9874_3

Garrafas, latas e, sobretudo, pneus velhos cheios de terra. Assim se constroem as “Earthship”, moradias que prometem garantir a sobrevivência dos seus ocupantes mesmo nos piores cenários. Pedro Pires Serrão – P3

earthship_exterior

O processo de criação do projeto pode ser bem personalizado , selecionando quais funções ou ambientes sua casa terá, o que deixa cada casa bem diferente da outra. HÉLIO PARENTE – A hora de madrugar

earthship-3

Uma Earthship é um modelo de casa autosustentável que procurar causar o minimo de impacto ao meio ambiente, tanto na construção da própria moradia como no uso diário da casa.

casa-ecod

As Earthships, dispensam contas de luz, água ou condomínio, e possibilitam que os moradores vivam de forma autônoma, sem depender de energia ou fontes de água externa. EcoD

ents_and_huorns_by_gonzalokenny-d75g46y

Side? I am on nobody’s side, because nobody is on my side, little orc.Nobody cares for the woods anymore. Treebeard

Enxergue mais: THE SUSTAINABILITY TREEHOUSELUMINESCE™ CELLULAR REJUVENATION SERUMPALETS, INSTANTLY AGELESS ™TURBINA EÓLICA CASEIRACASA SUSTENTÁVELO DÍZIMO DA EDUCAÇÃO!LIXO OU RESÍDUOS?, DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE.

Por que falta água?

Nos serviços de construção civil, a água não é vista e nem tratada como material de construção e com consumo é bastante elevado, por exemplo, para a confecção de um metro cúbico de concreto, gasta-se em média de 160 a 200 litros e, na compactação de um metro cúbico de aterro, podem ser consumidos até 300 litros de água. Enciclopedia y Biblioteca Virtual de las Ciencias Sociales, Económicas y Jurídicas

anabconstrucaocivil

As poucas ações existentes estão relacionadas com o edifício em operação e pouco se fala no edifício em construção, embora o custo com o consumo de água no edifício em construção represente 0,7% do custo total da obra, de acordo com as pesquisas realizadas nas construtoras entrevistadas. Consumo de água nos canteiros, 24 mar. 2008.

O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/voceecod/guia-da-construcao-verde-economia-de-agua#ixzz2zqxzufrk
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cada pessoa precisa de 40 litros de água diariamente para atender as suas necessidades de consumo e higiene. No entanto, nos grandes centros urbanos do país e em cidades com mais de 120 mil habitantes, o consumo por pessoa pode chegar a mais de 200 litros por dia. EcoDesenvolvimento.org

O US Green Building Council informa que a construção civil consome 21% de toda a água tratada do planeta e que 13,6% é de
responsabilidade das edificações. Segundo a SABESP, a região metropolitana de São Paulo tem seu sistema de abastecimento integrado por 8 complexos e é responsável em atender 39 municípios com a produção de 67 mil litros de água por segundo. AECweb

A construção civil é uma das atividades humanas que mais causam danos ao meio ambiente no mundo. Segundo dados da ANAB (Associação Nacional de Arquitetura Bioecológica) cerca de 50% dos recursos extraídos da natureza são destinados ao setor e, no caso do Brasil, ele é responsável pelo consumo de 40% dos recursos naturais e da energia produzida, 34% da água, 55% de madeira não certificada, além de responder pela produção de 67% da massa total de resíduos sólidos urbanos.

Veja também: Águas de março, Clima louco?, Parabéns Néstle, Dia Mundial do Meio Ambiente., Gente inteligente, Tutubarão, Vida inteligente., Liberdade de expressão, Sheherazade e a Secom, Folhas ao ar, O que, de quem?, Instituto Pindorama, voluntariado., O que, de quem?, O de Otário