Dia Mundial do Gato

Gatos são animais inteligentes, independentes e cheios de personalidade. Os felinos têm dois dias para chamar de seu no calendário, mas o Dia Mundial do Gato é mais importante do que parece. Hypeness

O primeiro foi firmado na Itália, há 25 anos, pela jornalista Claudia Angeletti, da revista Tuttogatto. A escolha do dia neste momento estava ligada a fevereiro, mês de Aquário, signo do Zodíaco que caracteriza os espíritos livres e independentes.

Porém, no dia 8 de agosto também nasceu uma homenagem aos bichanos. O Dia Internacional do Gato foi estabelecido em 2002 pelo Fund for Animal Welfare (Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal). A ideia aqui, mais do que celebrar a existência dos gatos era conscientizar a população sobre os cuidados com os animais.

A “guardiã” oficial do Dia Internacional do Gato é a organização International Cat Care. Anualmente, a instituição promove novos temas para falar sobre o cuidados com os animais. Em 2021 o temafoi “Be Cat Curious – Training for Cats and their Humans” (Tenha curiosidade de gato: Treinamento para gatos e seus humanos, em tradução livre).

E as datas em homenagem aos gatos não param por aí, eles são celebrados ao longo do ano no Dia de Abraçar Seu Gato (em 4 de junho), o Dia Nacional do Gato (em 29 de outubro, nos Estados Unidos) e o Dia Nacional do Gato Preto (em 17 de novembro, também nos EUA). Será que podemos abrir essa roda e criar um Dia do Gato oficial no Brasil?

Segundo dados de 2020 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), quase 14,1 milhões de domicílios no Brasil têm pelo menos um gato, o que representa a presença de felinos em 19,3% dos lares brasileiros.

Gatos começaram a ser domesticados na China há mais de 5.000 anos.  No passado, os gatos – animais misteriosos por excelência – eram considerados uma espécie de ponte entre o mundo humano e o universo extrassensorial, assim como se acreditava que possuíam poderes mágicos.

Os gatos podem sentir ultra-sons e são capazes de antecipar eventos que só serão percebidos pelos nossos sentidos mais tarde. Os gatos examinam o ambiente circundante através de seus bigodes, que funcionam como antenas e os alertam para movimentos do ar, para a presença de obstáculos e até para as variações dos campos magnéticos e da pressão atmosférica.

Múmias de gato da exposição Egito Antigo do CCBB — Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1

No Egito Antigo, Bastet era uma deusa retratada como um gato. As maiores civilizações da história, da Grécia Antiga aos romanos, veneravam gatos e costumavam cremar gatos mortos e dispersar seus restos mortais nos campos para uma boa colheita.

No Egito, a gata era uma verdadeira deusa, Bastet, filha do Deus-Sol Re, e todos aqueles que machucassem um felino podiam ser condenados à morte.

Já na Europa Ocidental, os gatos eram considerados como símbolos de mau presságio. Os felinos da pelagem preta são os que mais sofrem discriminação. É comum a afirmação: “gato preto dá azar”. Porém, trata-se apenas de uma falácia. O gato preto, como todos os outros, não traz azar, mas sim, muita sorte e amor. contilnet

Esta data foi criada por uma instituição italiana, com o objetivo de ajudar a promover uma campanha contra os maus tratos contra os gatos.

A ideia se espalhou por todo mundo. Diversas ONG’s e instituições de apoio aos animais, aproveitam esta data para promover a adoção de gatos abandonados, que é outra meta essencial. Calendarr

Um dos paradoxos mais famosos da física quântica é o do Gato de Schrödinger, desenvolvido pelo físico austríaco Erwin Schrödinger em 1935 e usado até hoje para ilustrar o conceito de superposição, que seria a capacidade de dois estados opostos existirem ao mesmo tempo. Paula Leticia Ferretecmundo

Esse paradoxo ressalta a imprevisibilidade da física quântica. O salto quântico é a mudança discreta, não contínua e aleatória no estado quando observada, e foi exatamente esse salto que os cientistas da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, conseguiram prever e manipular.

Gateze-se: Schrödinger, eu estou sozinho!?!, Memória Quântica made in Rusnet, O gato pode!?!, Gatoterapia, Dia do gato, Comedouro para cães e gatos com garrafas PET, 12 gatos, 12 artistas, Moradora de ilha grega paradisíaca dá casa e salário para quem cuidar de seus gatos, São Francisco Gatos de Assis, 11 fotos de gatos que traduzem perfeitamente sua relação com dinheiro., Centro Municipal de adoção de cães e gatos

O Mundo Vegetal e as constelações

A astrologia estuda a relação dos astros com a vida humana, quer seja individual, grupal ou mesmo planetária. Com certeza os homens mais antigos observavam a passagem dos planetas e das fases da lua diante do zodíaco e sabiam utilizar beneficamente esta força no plantio, bem como na magia e no seu dia a dia. TÂNIA GORIBruxaria Natural

Nossos antepassados observaram que a medida que a lua passava pelas constelações, transmitia ao solo a as plantas forças que vão beneficiar as quatro parte dos vegetais:
As raízes são beneficiadas pela passagem das constelações de terra (Touro, Virgem e Capricórnio) ; As folhas e caules são beneficias pelo elemento água (câncer, escorpião e peixe) ; as flores pelo elemento ar (gêmeos, libra e aquário) e os frutos e sementes pelas constelações de fogo (Áries, leão e sagitário).

Se aceitarmos que os satélites dirigidos para júpiter, plutão entre outros nos mandam ondas magnéticas sensibilizando aparelhos eletrônicos e eletromagnéticos aqui na Terra, porque não acreditar que corpos celestes muito mais complexos refletem e enviam ondas elétricas pela própria luz de reflexão dos planetas.

A força de cada constelação sobre as plantas.

Áries – Signo de fogo – Marte. Rege os liquens que preparam o caminho para o vegetal. Inicio do crescimento das forças e no decorrer deste período as plantas desenvolvem mais rapidamente. Época propicia para se fazer sementeiras, principalmente das frutas, colhe-se cereais e os armazena. Período para se fazerem mudas de estacas. Plantas regidas por Marte – arruda, cebolinha, coentro, malva, manjericão, capuchinha, poejo, urtiga, mostarda, pêssego, tanchagem, raiz-forte, pinho, pimenta-da-Jamaica, coentro, rosa-vermelha, sândalo, patchouli, gerânio, jasmim, abacaxi, acanto, alcachofra.

Touro – Signo da Terra – Vênus. Rege os fungos e os cogumelos, período que favorece tudo que dá debaixo da terra. Também favorável para plantar arvores ou transplanta-las. Plantas regidas por Vênus: mil – folhas, crisântemo, azedinha, rosa, alcachofra, hortelã pimenta, camomila, erva-de-gato, tomilho, verbena, violeta, trigo, sândalo, benjoim, murta, pêra, malva, pêssego, Artemísia, mirra, narciso, visco, beladona, erva-moura, zimbro, maçã.

Gêmeos – Signo de ar – Mercúrio. Rege os musgos sobre as arvores e as pedras, este não é um período muito fértil na agricultura, sendo mais favorável preparar a terra para cultivá-la no período seguinte. Plantas regidas por Mercúrio: Aneto, salsa, hortelã-pimenta, alfazema, manjerona, orégano, segurelha, cenoura, funcho, lírio-do – vale, canela, narciso, estoraque, cálamo-aromático, hamamélis, cana-de-açúcar, erva-de-gato,

Câncer – Signo de água – Lua. Rege os fetos, cavalinhas e licopódios. Período propício para semear e transplantar as folhas e ervas medicinais. Plantas regidas pela Lua: Babosa, erva-cidreira, papoula, rosa-branca, avelã, amêndoa, peônia, cânfora, jasmim, olíbano, sândalo-branco, lírio florentino, limão, bétula, gengibre, nabo, nogueira, aveia, couve, lúpulo, mil – folhas.

Leão – Signo de Fogo – Sol. Regem as plantas coníferas como os pinheiros. É neste período que começando a plantar os cereais e feijões, fazer podas em trepadeiras, roseiras e frutíferas. Plantas regidas pelo Sol: Amêndoa-amarga, camomila, bergamota, calêndula, camomila, camomila-romana, citronela, louro, Angélica, hipérico, alecrim, açafrão, girassol, cravo-da-índia, canela, mirra, violeta, laranja, tanchagem, aveia, cevada, genciana, incenso, lótus.

Virgem – Signo de Terra – Mercúrio. Regem os grãos, as gramas e é neste período que continuamos a plantar os cereais e realizar podas. Durante o período de virgem devemos borrifar as plantas com água de urtiga para protegê-las e para aumentar os poderes das ervas.

Libra – Signo de Ar – Vênus – (semelhante ao touro)

Escorpião – Signo de Água – Plutão. Rege as plantas medicinais e as palmeiras. Ótimo período para secar as ervas e armazená-las. Em Escorpião também devemos borrifar as plantas com água de urtiga. São plantas regidas por Plutão: Begônia, datura, cipreste.

Sagitário – Signo do Fogo – Júpiter. Rege as grandes arvores e as florestas. Neste período plantam-se com sucesso as arvores de frutas e também as arvores que queremos que cresçam mais rapidamente e que fiquem mais altas. São plantas regidas por Júpiter: borragem, dente-de-leão, sálvia, agrimônia, hissopo, rosa vermelha, carvalho, noz-moscada, bálsamo, cedro, anis,morango, oliveira, couve

Capricórnio – Signo de Terra – Saturno. Rege as plantas com flores e pétalas separadas. Neste período plantamos as arvores, para que as madeiras durem muito mais tempo e também fazemos colheitas. Plantas regidas por Saturno: cavalinha, confrei, cipreste, ervilha-de-cheiro, magnólia, mirra, laranja, vetiver, absinto, patchouli, musgo, alho, beladona, cânhamo, estramônio, lúpulo, mandrágora.

Aquário – Signo de Ar – Urano. Rege as plantas de flores e pétalas unidas. Neste período continuamos a colher, propício para secagem e armazenamento. Plantas Regidas por Urano: arruda, cúrcuma, laranja-azeda, figueira.

Peixes – Signo de água – Netuno. Rege as plantas com muita umidade ou que morem na água. Período favorável para se iniciar uma horta, mas totalmente impróprio para as colheitas, que ocorrera rápida deterioração.

Plante constelações: Nutrição verde, Ervas medicinais, Água forever, Desinfetante ecológico, Águas de março, La Agroecología en tiempos del COVID-19, Faça você mesma, para economizar!, 32 Princípios para Lidar com seu DinheiroHortas e temperos, Como fazer máscara com camiseta