Ailton Krenak: próxima missão do capitalismo é se livrar de metade da população do planeta

Antes da pandemia, Ailton Krenak man­­tinha uma agen­da intensa. Es­critor finalista do Prêmio Jabuti com seu livro Ideias para Adiar o Fim do Mundo, também lançou A Vida Não É Útil e O Amanhã Não Está à Venda, todos pela Companhia das Letras. Por conta da produção, viajava com frequência pelo Brasil. Desde a chegada do vírus, Krenak cumpre, porém, a quarentena na terra indígena de sua etnia, a 200 quilômetros de Belo Horizonte. “Mantemos as nossas famílias próximas. Podem encontrar-se no quintal, podem comer juntos, não precisam usar máscara. Temos um regime orientado por um protocolo comunitário”, conta. No oásis à margem esquerda do Rio Doce, em meio ao caos sanitário, ele segue alerta para os dramas do mundo, como demonstra na entrevista a seguir. Thais Reis Olivieira – Leia Entrevista Carta Capital

Krenakze-se: “A MÃE DO BRASIL É INDÍGENA”, Indígenas doam alimentos, Maior encontro dos povos indígenas do Brasil será on-line, LITERATURA INDÍGENA: POR ONDE COMEÇAR?, Os Guarani convocam povo de SP para proteger Terra Indígena Jaraguá

20 ideias para girar o mundo – Ailton Krenak

20 ideias para girar o mundo – Ailton Krenak. YouTube

Um dos maiores militantes indígena,s além de ambientalista, coordenador da rede povos da floresta e ex-deputado federal, Ailton Krenak teve seu primeiro contato com o homem “civilizado” aos 9 anos de idade, quando se viu obrigado a sair de sua terra para um lugar distante e desconhecido, criou nele a determinação de manter as raízes de seu povo vivas. Povos Indigenas do Brasil
O projeto 20 Ideias para Girar o Mundo é uma contribuição da UNESCO no Brasil para o debate sobre a sustentabilidade e o futuro do planeta. Eduardo Viveiros de Castro – A Casa de Vidro

Mude conceitos, você pode e deve: AILTON KRENAK, PICO DO GUARANI, CURSOS NA USP, COMO A SUÉCIA RECICLA 99% DO LIXO QUE PRODUZ?, ENCICLOPÉDIA DO SURF, BOITATÁ, PESTICIDAS CASEIROS ECOLÓGICOS PARA PLANTAS, ERNST GÖTSCH – O GURU DA AGROFLORESTA

Ailton Krenak

Allton Krenak:”Eu acho que teve uma descoberta do Brasil pelos brancos em 1500 e depois uma descoberta do Brasil pelos índios na década de 1970 e 1980. A que está valendo é esta última. Os índios descobriram que, apesar de eles serem simbolicamente os donos do Brasil, eles não tem lugar nenhum para viver nesse pais. Terão que fazer esse lugar existir dia a dia expressando sua visão do mundo, sua potência como seres humanos, sua pluralidade, sua vontade de ser e de viver”. https://leonardoboff.wordpress.com/2017/01/21/este-e-o-cara-o-homem-burum-ailton-krenak/

 https://m.youtube.com/watch?v=kWMHiwdbM_Q

O curso de Gestão Ambiental da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP tem o prazer em informar que a partir do dia 10/08, às 14h, se iniciará o ciclo de aulas da disciplina “Cultura Indígena, Política e Meio Ambiente”. Esta será oferecida pelos melhores professores e militantes que pesquisam sobre a causa indígena no país, tais como: Aílton Krenak, Eduardo Suplicy, Cristina Adams, Pajé Carlos Papá, entre outros, que farão uma explanação geral, relativa ao processo de formação das comunidades originárias e tradicionais, desde o início do povoamento no continente até as sociedades modernas e contemporâneas.

images

Seu foco é o estudo da diversidade cultural, multiculturalismo, movimentos sociais, grupos minoritários e a ampliação dos direitos civis, sociais e políticos. Dessa forma, buscar-se-á a compreensão sobre as relações entre sociedade, natureza e efeitos da globalização na cidadania, identidade cultural e políticas públicas.

A cada semana, às quintas-feiras, das 14h às 16h30, e também no dia 06/10, sexta-feira, haverá um palestrante diferente que abordará um tema específico. Durante este ciclo acontecerão viagens de campo às aldeias indígenas. Os dias e assuntos estão especificados na ementa. Confira em: https://drive.google.com/a/usp.br/file/d/0B7bmgiT1xyctTzFYTFhCQ3NzR0E/view?usp=drivesdk

Lembrando que este evento é público, destinado a todos (estudantes ou não estudantes da USP) que tenham interesse em aprender mais sobre temas que permeiam a cultura indígena.

Para mais informações acesse o evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/335616303558330/?ti=as

aldeia rio silveiras- Bertioga

Organização:
Professores Dr. André Simões, Dra. Mariana Domingues e Representante Discente Carlos Henrique Ferreira

Local:
Auditórios e Anfiteatro da EACH-USP

Endereço:
Rua Arlindo Béttio, 1000 – Ermelino Matarazzo, São Paulo – SP

Data e horário:
Às quintas-feiras, de 10 de agosto a 26 de outubro de 2017 (incluindo dia 06/10), às 14 horas.

evento