Só Por Hoje

Só Por Hoje – Legião UrbanaBille Cipriani

Só por hoje eu não quero mais chorar
Só por hoje eu espero conseguir
Aceitar o que passou o que virá
Só por hoje vou me lembrar que sou feliz

Hoje eu já sei que sou o que preciso ser
Não preciso me desculpar e nem te convencer
O mundo é radical
Não sei onde estou indo
Só sei que não estou perdido
Aprendi a viver um dia de cada vez

Só por hoje eu não vou me machucar
Só por hoje eu não quero me esquecer
Que há algumas pouco vinte quatro horas
Quase joguei a minha vida inteira fora

Não não não não
Viver é uma dádiva fatal!
No fim das contas ninguém sai vivo daqui mas –
Vamos com calma !

Só por hoje eu não quero mais chorar
Só por hoje eu não vou me destruir
Posso até ficar triste se eu quiser
É só por hoje, ao menos isso eu aprendi

Yeah!

Só por hoje – Legião UrbanaCanal de TheRogerKin

Observe mais: Meu nome é Jonas, YES OU SISTEMA DE MELHORAMENTO DA JUVENTUDEFalando sobre Pato FuRESERVE™Tarde VaziaNAARA BEAUTY DRINK!!! Sexo seguro!, VIDACELL®O Estado Laico, Sal e vinagre, Só um grande susto, mais uma vez!, INSTANTLY AGELESS ™Que País É Esse?

Burguesia (Version me)

Burguesia – Cazuza

A burguesia fede
A burguesia quer ficar (“mais”) rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia (haverá democracia)

A burguesia não tem charme nem é discreta
Com suas perucas de cabelos de boneca
A burguesia quer ser sócia do Country
A burguesia quer ir a New York fazer compras

Pobre de mim que vim do seio da burguesia
Sou rico mas não sou mesquinho
Eu também cheiro mal
Eu também cheiro mal

A burguesia tá acabando com a Barra
Afunda barcos cheios de crianças
E dormem tranqüilos
E dormem tranqüilos

Os guardanapos estão sempre limpos
As empregadas, uniformizadas
São caboclos querendo ser ingleses
São caboclos querendo ser ingleses

A burguesia fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

A burguesia não repara na dor
Da vendedora de chicletes
A burguesia só olha pra si
A burguesia só olha pra si
A burguesia é a direita, é a guerra

A burguesia fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

As pessoas vão ver que estão sendo roubadas
Vai haver uma revolução
Ao contrário da de 64
O Brasil é medroso
Vamos pegar o dinheiro roubado da burguesia
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Vamos pra rua
Pra rua, pra rua

Vamos acabar com a burguesia
Vamos dinamitar a burguesia
Vamos pôr a burguesia na cadeia
Numa fazenda de trabalhos forçados
Eu sou burguês, mas eu sou artista
Estou do lado do povo, do povo

A burguesia fede – fede, fede, fede
A burguesia quer ficar rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia

Porcos num chiqueiro
São mais dignos que um burguês
Mas também existe o bom burguês
Que vive do seu trabalho honestamente
Mas este quer construir um país
E não abandoná-lo com uma pasta de dólares
O bom burguês é como o operário
É o médico que cobra menos pra quem não tem
E se interessa por seu povo
Em seres humanos vivendo como bichos
Tentando te enforcar na janela do carro
No sinal, no sinal
No sinal, no sinal

A burguesia fede
A burguesia quer ficar (“mais”) rica
Enquanto houver burguesia
Não vai haver poesia (haverá democracia)

Veja também: Candelária, No Capão Redondo, ninguém sonha em ser médico, Mídia estão de luto, E agora???, Fumaça Louca, PENA DE MORTE, Aniversário da revolução de 1964, Exu tranca-copa, Presidente FDP, O bom moço do Brasil, O Coxinha – uma análise sociológica, O analfabeto político

Quem paga o Carnaval!

“A gente não quer só comida, a gente quer bebida diversão e arte”. E quem disse que eu quero diversão e arte uma vez por ano? Quem disse que o catador de latinha tem quer esperar o ano todo para que em fevereiro possa finalmente comprar o leite do filho? As cotas de patrocínio para o Carnaval de Salvador 2012 têm valor mínimo estipulado em R$ 300 mil e máximo de R$ 4,9 milhões. O anúncio foi feito no dia 19/10 por Alexandre San Galo, Antônio Barreto Jr., Paulo Salum, Bruno Duarte e Fabio Duarte, diretores do consórcio OCP Mago, que agencia e comercializa, desde o ano passado, todas as cotas de patrocínio da festa.
Cláudio Tinoco, presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), responsável pela realização da festa, o Carnaval de Salvador movimenta anualmente R$ 1 bilhão, e o retorno financeiro tem sido cada vez maior ao longo dos anos. A captação pública de recursos privados para a cidade passou de R$ 7,5 milhões em 2009 para R$ 15,6 milhões, em 2011, o evento conta com cerca de sete patrocinadores oficiais e 200 marcas associadas, sendo 80% deles de São Paulo. (Promoview)

O Carnaval é uma ótima oportunidade de lembrar como gastamos mal nosso dinheiro. Gastamos milhões em festas enquanto nossas escolas caem aos pedaços e nossa polícia ganha mal. Você sabe quanto vai custar o Carnaval dito “popular” de Recife? Fala-se em 35 milhões de reais em gastos com o Carnaval. Só pela prefeitura da cidade! Enquanto você vai de carro para Recife, aprecie nossas estradas cheias de buracos, pois quando você chegar, terá uma festa de primeira, paga com dinheiro público, com uma escola fuleira e um posto de saúde sem médicos.
Em Salvador, empresários profissionalizaram o evento e movimentam milhões de reais com blocos e camarotes. Mesmo assim, o dinheiro público ainda é determinante, o Estado patrocinando a festa, enquanto as nossas delegacias não têm a menor estrutura e nossos professores recebem salário de fome. (Adrualdo Catão)

O lazer é direito constitucional. “A gente não quer só comida, a gente quer bebida diversão e arte”. E quem disse que eu quero diversão e arte uma vez por ano? Quem disse que o catador de latinha tem quer esperar o ano todo para que em fevereiro possa finalmente comprar o leite do filho? (Papo de um Garoto)

Dizem que o Brasil tem duas paixões: futebol e carnaval.
O futebol e o carnaval são atividades privadas, organizadas por clubes e entidades carnavalescas, são sociedades civis, que deveriam ser mantidas com recursos próprios, alcançados por seus sócios e não pela sociedade que não participa, por qualquer motivo, de seu quadro social.
Interesse público é aquilo que interessa a parcela considerável da comunidade. A exemplo da lei de incentivo à cultura, traz algumas exigências objetivas que podem ser conhecidas de todos os interessados e que, desde que preenchidas, permitem que todos participem, e não dois ou três. “Eu, posso garantir, não peço dinheiro público para atender as minhas necessidades privadas.”
(João Marcos Adede y Castro)

O carnaval é uma indústria que propicia milhares de empregos diretos e indiretos, movimenta nossa economia, incrementa o turismo, nesta terra repleta de riquezas, habilidades, costumes, é preciso se ficar refém de festejos carnavalescos vai uma grande distância. o Brasil pode ser o país da honestidade, da cultura, da saúde, da tecnologia, da educação.
O Brasil é o país onde há a maior e mais avançada rede de captação de leite humano. É exemplo no combate à AIDS. O único país do hemisfério sul a participar do projeto genoma. Com dimensões continentais, consegue tempo recorde em apuração de e eleições.
(Correio Fraterno)

Veja também: 35 verdades ditas sobre o Brasil, pelos olhos de um Turista, Coleira para crianças, absurdo?, Ministério da Saúde, Procon divulga listas de empresas, O de Otário, Saramago, O Combate a Corrupção nas Prefeituras do Brasil, Cabeças de bagre, DECLARAÇÃO IRPF 2012