Abelha poliverde

A polinização é a transferência do pólen (gameta masculino) da estrutura reprodutiva masculina de uma flor (antera) para a estrutura reprodutiva feminina (estigma) da mesma flor ou de outras flores da mesma espécie. Dessa forma, o gameta masculino alcança o gameta feminino (óvulo) e o fecunda. Este processo permite a formação de frutos e sementes que, futuramente, produzirão uma nova planta.

Em alguns casos, como o milho, trigo e arroz, o pólen é transportado pelo vento. Outros agentes polinizadores são a água (em certas plantas aquáticas) e a gravidade.

Porém, em cerca de 80% de todas as plantas com flores, alguns animais são os responsáveis pela polinização. Na grande maioria dos casos, entre os animais polinizadores, nenhum é mais eficiente do que a abelha. Abelha

BuzzzZERO

Https://super.abril.com.br/ciencia/abelhas-entendem-o-conceito-de-zero/

A palavra zero é atribuída a muitas culturas antigas mas o mais provável é ser uma versão distorcida da pronúncia ortográfica da palavra “sunya”, em sânscrito – uma das línguas indianas.

A sua tradução para a língua árabe alterou-a para “sifr”. A invasão muçulmana levou a palavra para a Europa medieval, mas a enorme influência da Igreja Católica fez com que passasse a ser pronunciada “zephirum”, em latim. Com o passar dos tempos foi sofrendo alterações das diferentes culturas, passando a “zeuero”“zepiro” e “cifre”, de onde derivaram as actuais palavras “zero” e “cifra”.