Morena Coral

Além das embalagens de plástico que duram uma eternidade na natureza, o protetor solar pode causar danos irreversíveis pro meio ambiente, principalmente pra vida marinha e também pra sua saúde. Basicamente, existem dois tipos de protetores solares, o tipo físico (ou mineral) e o tipo químico. Já dá pra adivinhar qual é o veneno, né?

Os best sellers das prateleiras das farmácias são do tipo químico, que possuem em sua fórmula uma combinação de alguns dos seguintes ingredientes: oxibenzona, homosalato, ensulizole, 4-metilbenzilideno-cânfora e octinoxato, já o protetor solar físico, não tão popular assim, é composto por óxido de zinco e/ou dióxido de titânio, entre outros ingredientes.

Pra explicar melhor, trouxemos essa tabelinhafeita pela querida Nyle Ferrari, que conta direitinho o perigo de cada ingrediente:

Oxibenzona (benzophenone-3): polui os oceanos, pode ser absorvida pela pele e está relacionada a distúrbios hormonais. Seu uso é proibido na Suíça.

Homosalato (homosalate): pode ser absorvida pela pele e desequilibrar hormônios como estrogênio e progesterona.

Ensulizole (phenylbenzimidazole sulfonic acid): de acordo com o EWG, está relacionada ao câncer, apesar de ser um ingrediente de médio risco.

4-metilbenzilideno-cânfora (4-methylbenzylidene camphor): de acordo com o EWG, também relacionado a distúrbios endócrinos.

Octinoxato (ethylhexyl methoxycinnamate): alergias e distúrbios hormonais, de acordo com o EWG.

Todos esses ingredientes estão associados com algum risco à saúde humana, porém um deles, a Oxibenzona, também está associado à poluição marinha, mais especificamente dos recifes de corais. A substância química faz o coral se enclausurar em seu próprio esqueleto, levando-o à morte. Menos Um Lixo


Nyle Ferrari também fez uma lista com dezenas de protetores solares, e suas avaliações, pra te ajudar a escolher o melhor pra você! É importante entender que não existe – ainda – uma alternativa perfeita, harmônica com a nossa saúde e com a dos oceanos, mas é fundamental pesquisar e entender as menos prejudiciais.
De acordo com a Consumer Healthcare Products Association, que representa empresas de medicamentos de venda liberada nos Estados Unidos, “não há provas científicas de que, em condições naturais, os ingredientes dos protetores solares, que têm sido utilizados com segurança em todo o mundo há décadas, contribuem para essa questão”. ONUBR
Veja também: De que lado você esta?, Peixinho!!!, É Natal!, Desenho de criança, Cama, mesa e banho!, Cora Coralina., O que te importa?, TERRA OCA, Fukushima Daiichi, Dia Mundial da Água

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s