Projeto Guri

PETIÇÃO CONTRA O FIM DO PROJETO GURI


O Governador João Dória cortou verba da cultura. Centenas de educadores musicais foram demitidos e milhares de alunos ficarão desatendidos.
#FicaGuri #NaoAoFimDoProjetoGuri

Conheça uma dessas revelações, um jovem muito especial que conquistou a todos pela dedicação. RecordTV Rio Preto

Não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem realizar testes seletivos. Basta ter entre 6 e 18 anos incompletos, procurar um polo com disponibilidade de vagas e comprovar a freqüência à escola regular. Na Fundação CASA, basta ter de 12 a 21 anos, procurar o agente referência e a Coordenação do Polo e manifestar interesse em cursar as oficinas de música.

Ao ingressar no Projeto Guri, o aluno opta pelo aprendizado de um instrumento musical, de canto coral, ou de ambos os cursos, além da opção pelo curso de luteria. Nas aulas são trabalhados os mais variados gêneros musicais, desde canções populares e músicas folclóricas a composições eruditas. Além de apresentar aos alunos novos estilos de música e manifestações culturais, a variedade de repertório trabalhada nos polos mantém viva as raízes culturais da própria comunidade.

O Projeto Guri é uma política pública do Governo do Estado de São Paulo que se tornou referência no ensino de música. O Governo é, portanto, o principal mantenedor do Projeto Guri. Mas a sociedade civil também pode ajudar na manutenção dessa história. Saiba como:

Nota Fiscal Paulista:
Baixe o aplicativo da Nota Fiscal Paulista e cadastre seus cupons fiscais. Android ( http://bit.ly/2F2BBag ) e iOS ( https://apple.co/2F3yV8F ).

Declaração do Imposto de Renda:
Se você faz a declaração de IRPF na modalidade completa, é possível doar parte do seu imposto de renda, utilizando a Lei Rouanet. Neste caso, até 6% do imposto de renda devido pode ser direcionado para o Projeto Guri.

Quem doar até o último dia útil do ano corrente, pode incluir a doação na declaração do IR do ano seguinte (apenas se for na modalidade Completa, e não na Simplificada). O valor total das contribuições feitas dentro do ano fiscal (ou seja, do primeiro ao último dia útil do ano) deverá ser lançado no campo de doações efetuadas. Você deverá preencher o valor doado e o número do Recibo de Mecenato que receberá do Guri.

A vantagem é que 100% do valor doado pode ser deduzido, desde que não ultrapasse 6% do valor total do IR devido!

O ressarcimento do valor doado ocorre no ano seguinte (por restituição do IR), no caso do contribuinte com IR retido na fonte. Se tiver R$ 10 mil de imposto a pagar, é possível destinar até R$ 600 para doações e deduzir do imposto a pagar. Se tiver imposto a receber, o valor será acrescido na restituição.

Exemplo – Declaração Anual de Rendimentos:

Para saber qual valor corresponde a 6% do IR devido, sugerimos que tome como base a sua declaração do ano anterior. Também é possível fazer uma simulação usando a calculadora

calculadoradeir

Doação direta:
Quem faz a declaração simplificada, também pode doar para o Guri, mas não terá o valor deduzido na sua restituição. Doações diretas podem começar com R$ 20,00., escolha um valor e sua forma de pagamento. Clique aqui e saiba mais sobre a doação direta.

O Guri é um programa que desenvolve o ensino musical e a inclusão sociocultural para 13 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos em 46 polos da capital e em cidades da Região Metropolitana de São Paulo. Sob gestão da Santa Marcelina Cultura, Organização Social (OS) qualificada pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, o programa proporciona uma educação musical de qualidade aliada a uma intervenção social transformadora.

O objetivo é oferecer aos alunos e familiares, em sua maioria moradores de regiões de alta vulnerabilidade social, apoio e experiências capazes de transformar a realidade em que vivem. Com todo o suporte que o Guri oferece, os alunos e familiares podem encontrar um novo caminho na busca de oportunidades e na construção da autonomia. Governo do Estado de São Paulo

O programa foi lançado em 2008 a partir de uma iniciativa da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo e é gerido pela Santa Marcelina – Organização Social de Cultura.

Por meio da educação musical de qualidade, apoiada por um serviço de atendimento social, oferecemos a estudantes de 6 a 18 anos uma oportunidade real de crescimento cultural e inclusão social.

MUDE CONCEITOS, VOCÊ PODE E DEVE: Pratinho da Iaiá, PHOTOSHOP CC 2018 E MAQUETE ELETRÔNICA 3DS MAX 2018 E VRAY: FREE, ROBÔ EM BUSCA DE LIBERDADE, LUMINESCE, DIA DO MÚSICO, POEMA, POESIA E SONETO, GHOST WRITER,NAARA BEAUTY DRINK!!, HUNGU, INICIE UM ABAIXO-ASSINADO, O TESTE DE TURING, INSTANTLY AGELESS ™,SEDE PASSANTES

Editado via celular.

Uma resposta para “Projeto Guri”

  1. QUEM PRECISA DE INIMIGO?
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2019/04/02/quem-precisa-de-inimigo/

    Quem precisa de inimigo?

    Nós, eu garanto para vocês, que não precisamos. Nós já temos uma trupe interna aí que é capaz de nos destruir. Padecemos de auto-imunidade, degenerativo e progressivo em direção ao desastre ativo e permanente.

    Verdade seja dita, é uma sequência de trapalhadas que já estão a nos destruir de uma forma determinada, contínua e permanente.

    Eu fico pensando se isso seria deliberado. Mas eu não preciso pensar muito. Pensando só um pouquinho e olhando ao redor, ao passado e ao presente eu entendo, até com certa facilidade, que embora possa parecer que não, é deliberado sim. Um presente passado para uma passagem só de ida para um futuro vazio e etéreo.

    É sim. É de propósito, “sem querer querendo”. Aqui no nosso país, o recém-reinaugurado bordel Brazil com z, pobre e podre país de podres instituições em seus podres poderes, elites extrativistas, predadoras.

    Para as nossas elites burguesas, que se apropriaram do poder pela vez enésima, em um novo golpe contra o poder do Povo – pobre povo, pobre nação – a produção, a construção, a transformação, a configuração de um país em uma nação sadia e próspera definitivamente não são, nem de longe nem de perto, as suas necessidades ou os seus projetos de desejos.

    Extrativistas e predadores.

    O que é uma nação senão um bando de presas a serem predadas na visão deste pessoal, que não me atrevo a chamar de gente? Alienígenas? Apenas predadores dos seus.

    E esses predadores foram eficazes em constituir ao longo dos séculos um sistema que permeia toda a sociedade, um sistema degenerado, perverso e cruel e que, sobretudo, é capaz de convencer às presas de que o melhor para elas é terem seus direitos usurpados, suas obrigações e deveres ampliados, serem detonadas, devoradas, digeridas e transformadas em restos fecais, em uma massa fétida de estrume barato.

    Hipótese cada vez mais consolidada, porque as presas, passivas idiotizadas, acabam por se tornarem adubos orgânicos para o deleite das elites podres dominantes. Não sem antes serem manipuladas pelo cenógrafo principal a participarem do bordel Brazil com z. Úteis no bordel por um tempo, descartados quando assim for decidido, escangalhados e inúteis, por demais arregaçados.

    Quem precisa de inimigo? Nosso sistema é auto-imune. Nosso sistema destrói a si mesmo.

    Quem precisa de inimigo quando todos os nossos podres poderes estão controlados pelas podres elites burguesas dominantes, e aí eles, os podres poderes, pensam se incorporar quando julgam serem igualmente dominantes por serem convidados para cenários na festa do clássico reinaugurado bordel Brazil com z.

    Nós não precisamos de inimigos novos.

    gustavohorta.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: