Frevo, sim, Carnaval!

Um manifesto popular marcado por uma história de ocupação das ruas, de resistência e luta das classes menos favorecidas, o frevo além de um estilo musical, também se traduz em dança de compasso binário e andamento rápido. A palavra remete a um movimento que refletiu, ao longo de mais de um século de sua existência, a situação social vivida nos centros urbanos do Recife e Olinda.
o surgimento do que se tornou o frevo vem desde o período colonial, e está ligado à construção social do País. O parente mais antigo da expressão carnavalesca vem da época da colonização, e era chamado de entrudo, começando de acordo com calendário católico, 40 dias antes da Quaresma.
A partir de 1822, quando o Brasil fica independente, o entrudo passa a ser considerado um costume bárbaro e primitivo. “O que se buscava era um país civilizado, com um novo padrão de Carnaval, da Itália e da França. Thiago Cabral, da Folha de Pernambuco
Veja também: REVENGE!, DECLARAÇÃO IRPF 2012, CONSCIÊNCIAS NOTÓRIAS: ALBERT EINSTEIN, Coleira para crianças, absurdo?, Procon divulga listas de empresas, A arte de ler., Carnaval é Perfeição!, Jesus era Peripatético., Sexo seguro!, Cinquenta Tons de Cinza, Sugestão de desintoxicação ayurvédica após os excessos., Voto Nulo, Arte Fora do Museu

Editado via celular.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s