O soldado desconhecido

O armistício assinala o fim da primeira guerra mundial, que começou a 1 de agosto de 1914, são 11 horas do dia 11 de novembro. Todos os sinos tocam por anunciar o fim da guerra. Numa carruagem restaurante de um comboio estacionado na floresta de Compiègne, na Picardia, entre as 5h12 e 5h20, os generais alemães reuniram-se com os Aliados (Franceses, ingleses e americanos) para assinarem uma convenção de paz, o armistício.

Após a guerra, alguns corpos de soldados mortos estavam de tal forma irreconhecíveis que não puderam ser identificados. É o caso do soldado desconhecido: não se sabe o seu nome, mas foi enterrado, por baixo do Arco do Triunfo, Campos Elísios, Paris, para representar todos os soldados mortos pela França entre 1914 e 1918. Todos os dias, às 18h30, desde 1923, que antigos combatentes vêm reavivar a chama que se encontra no seu túmulo. Filipe Miguel

A origem deste tipo de homenagem aconteceu no Reino Unido, quando em 1920 um guerreiro incógnito que faleceu combatendo durante a Primeira Guerra Mundial foi enterrado na Abadia de Westminster. Esta cerimônia teve como objetivo dignificar todos os soldados que deram a sua vida pelo Império Britânico.

No Brasil, o Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, que se encontra no Rio de Janeiro, foi inaugurado em Junho de 1960. Este monumento contém uma urna com restos mortais de soldados não identificados, que simboliza o Soldado Desconhecido.

O Dia do Soldado Desconhecido é celebrado no dia 28 de Novembro. Calendarr

Editado via celular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s