Día de muertos

Às vesperas de um México e Brasil pelas oitavas de final da Copa do Mundo, Moscou recebeu um evento que toma partido nesse confronto. Um prédio no centro da capital russa hospedou o festival Una Probacita de México, que promoveu, entre outras atrações, um “Dia de los muertos” fora de época, com pessoas pintadas e fantasiadas com as máscaras típicas do folclore do país. extra.globo
De origem indígena, o Dia de Finados mexicano comemora as vidas dos ancestrais, que nessa época voltam do outro mundo para visitar os vivos. Os povos indígenas tinham cerca de um mês inteiro dedicado aos mortos: o nono do calendário asteca, equivalente ao nosso agosto. Quando os espanhóis chegaram naquelas terras, se assustaram com esses costumes e logo trataram de cristianizar a festa, que teve a data alterada para coincidir com o Dia de Finados católico. Papo de Homem
Veja também: Eu sou o meu Deus., Placa Pioneer, Eustácio Bagge, Livro de Enoque, Batman – O Livro dos mortos, Área Q, Via Láctea pelo navegador, O Livro de Eli, Maldito homem!, Religião mental, O povo da caixa, Sobre quem?, Computer History Museum, Processo licitatório?, Começou o carnaval!

Uma resposta para “Día de muertos”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s