Ana Primavesi, Engenheira agrônoma.

O solo sempre me fascinou, porque do solo dependem as plantas, a água, o clima. Tudo está interligado. Não existe ser humano sadio se o solo não for sadio e as plantas bem nutridas” – Ana Maria Primavesi

“Uma planta precisa de 45 nutrientes para crescer bem, e não apenas três (nitrogênio, fósforo e potássio), como prega a agricultura convencional, que é feita sobre um solo morto.” Ana Primavesi, primeira filiada da AAO – Associação de Agricultura Orgânica.

Para recuperar um solo morto, leva no mínimo quatro anos, é necessário agregar ao solo vida, os microrganismos, precisa de comida, que é a matéria orgânica, restos vegetais principalmente, a adubação química só mata o solo.

A produção num solo vivo é até três a quatro vezes superior do que a agricultura convencional e a obrigatoriedade de certificação orgânica é uma maneira de cobrar mais caro pelo produto orgânico.

Fonte: Grupo Estado

Veja também: Carta da Terra, Universidade Aberta do Meio Ambiente e da Cultura de Paz – UMAPAZ, Território, Meio o quê?, Makota Valdina, Bolsa ruralista, quer que desenhe?, Free Energy, Steve’n’Seagulls, Coletores de sementes

Anúncios

17 comentários sobre “Ana Primavesi, Engenheira agrônoma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s